Publicidade

Correio Braziliense

Jovem de 18 anos morre afogado no Lago Paranoá, próximo ao Clube Cresspom

Segundo o Corpo de Bombeiros, o rapaz, que não teve a identidade revelada, estava a cerca de 15 metros da margem e a três metros de profundidade


postado em 28/12/2017 17:55 / atualizado em 28/12/2017 19:07

A equipe dos bombeiros tentou reanimar o rapaz por uma hora(foto: Divulgação/CBMDF)
A equipe dos bombeiros tentou reanimar o rapaz por uma hora (foto: Divulgação/CBMDF)


Um rapaz de 18 anos morreu afogado no Lago Paranoá, próximo ao Clube Recreativo Esportivo Subtenentes Sargentos (Cresspom). O acidente aconteceu por volta das 16h desta quinta-feira (28/12). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o jovem, que não teve a identidade revelada até a última atualização desta reportagem, estava a cerca de 15 metros da margem e a três de profundidade.


O rapaz estava acompanhado por um grupo de aproximadamente 10 pessoas no momento em que se afogou. De acordo com relatos das testemunhas, ele teria afundado ao tentar retornar para o clube. Dois colegas da vítima ainda tentaram fazer o resgate, mas não conseguiram. 

Ao todo, o resgate contou com três viaturas, uma lancha, 15 militares, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), bem como um helicóptero. Ainda de acordo com a corporação, não foi encontrado bebida alcoólica com o grupo. Os bombeiros tentaram reanimar o rapaz por uma hora, mas a morte foi declarada ainda no local do acidente. A Polícia Civil foi acionada para fazer a perícia.

Para o sargento Lenildo Gomes, do Corpo de Bombeiros, apesar de não saber as causas do acidente, há grandes chances de ter acontecido por imprudência. "Normalmente, as pessoas acham que conseguem nadar, mas não é bem assim. É preciso cautela e estar sempre acompanhado", explicou. "Não entre na água se não souber nadar e nunca se deve ingerir bebida alcoólica. Além disso, a água precisar bater até a cintura do banhista. Isso é por medida de segurança", orientou o sargento.  
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade