Publicidade

Correio Braziliense

Moradores de condomínio no Jardim Botânico ficam sem luz neste sábado

Motivo foi a queda de um poste causado pela Caesb. Situação preocupa por conta dos preparativos para a virada do ano


postado em 30/12/2017 22:41 / atualizado em 30/12/2017 23:14

CEB informou aos condôminos que a equipe para suporte técnico está reduzida(foto: Arquivo Pessoal)
CEB informou aos condôminos que a equipe para suporte técnico está reduzida (foto: Arquivo Pessoal)


Moradores do Jardim Botânico amanheceram sem luz neste sábado (30/12). O motivo foi a queda de um poste supostamente causada por uma equipe da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb). Até a última atualização desta reportagem, a falta de energia na região já durava 12 horas.


De acordo com relatos dos moradores do Condomínio Quintas do Sol, uma equipe técnica da Companhia Energética de Brasília (CEB) chegou a visitar a rua afetada. Porém, na ocasião, não solucionou o problema. "Fora que agora não sei como vou preparar as comidas para a festa de amanhã. Minha geladeira está cheia de comida e, até agora, não fiz nada", contou a nutricionista Juliana Pompeu, 37 anos, que vive no condomínio há oito anos. 

O jeito, segundo a condômina, foi pedir um gerador emprestado a um amigo do esposo para que as compras não fossem afetadas. "Quase todos os aparelhos são elétricos. Até mesmo meu forno. Agora, por exemplo, minha geladeira chegou na temperatura ambiente", contou. 

A nutricionista ligou para a CEB para tentar resolver o problema durante a tarde. Juliana recebeu a informação de uma funcionária de que teria caído um outro poste pela Asa Norte por volta das 19h deste sábado. Porém, não deu previsão de conserto e de quando o suporte seguiria ao Jardim Botânico. “Meu medo é não conseguir festejar amanhã”, desabafou a moradora. 

Outro morador que reclama da demora por resolução é o administrador Fábio Mucci, 39 anos. Ele, que vive a 200 metros do poste que caiu no condomínio, afirmou que a culpa maior é da Caesb. “Isso foi um vacilo. Eles (equipe da Caesb) vieram cedo para corrigir um vazamento de água na rua. O caminhão que os guiava passou por um buraco, o que fez perder o controle e atingir o poste”, explicou Fábio. A queda, segundo Fábio, acabou com um muro de uma das casas. 

Para o administrador, a única alternativa era esperar. “Um atendente da CEB informou que a equipe está reduzida, mas isso é complicado. Estou com comida a ser preparada para amanhã e não se sabe quando a luz volta”, pontuou o morador. 

Até o fechamento desta reportagem, nenhum caminhão de suporte da CEB havia se deslocado ao condomínio para solucionar o problema. O Correio tentou entrar em contato com as companhias, mas as ligações não foram atendidas. 

Regiões afetadas


Moradores de outras regiões pelo Distrito Federal relataram a falta de eletricidade pela capital. Locais como Guará, Lago Norte e Taguatinga passaram pela queda de luz na manhã e na tarde desta sexta-feira (29/12). Parte do Lago Sul também ficou às escuras. 

É o que conta a advogada Maris Albrecht, 40 anos, que vive na QI 23 do Lago Sul. Às 11h deste sábado, ela e as outras quatro casas da chácara familiar ficaram sem energia. "Liguei na CEB e não consegui ter mais informações. A luz voltou somente às 15h, mas fiquei sabendo que o comércio aqui próximo também foi afetado", contou Maris, que clamou por explicações. "É só avisar. Isso nunca havia acontecido", concluiu. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade