Publicidade

Correio Braziliense

Morre o elefante Babu, aos 25 anos, no Zoológico de Brasília

Babu estava no Zoo de Brasília há 22 anos e era um dos animais mais famosos do local. Sua marca registrada era usar a tromba para brincar com a terra


postado em 08/01/2018 08:52 / atualizado em 08/01/2018 20:21

Segundo os tratadores do elefante, a morte de Babu foi repentina e está sendo investigada(foto: Luiz Filipe Carneiro Machado/Divulgação)
Segundo os tratadores do elefante, a morte de Babu foi repentina e está sendo investigada (foto: Luiz Filipe Carneiro Machado/Divulgação)


O elefante Babu, do Zoológico de Brasília, morreu na noite de domingo (7/1). Segundo o Zoo, o animal não resistiu a uma parada cardiorrespiratória. Os técnicos da instituição aguardam o resultado dos exames de sangue para saber as causas da morte. Babu tinha 25 anos e há 22 era um dos animais mais famosos do zoo da cidade, conhecido por alegrar os visitantes ao usar a tromba para brincar com terra.

 

Segundo os tratadores, a morte foi repentina. Desde que chegou, em 1995, Babu nunca havia ficado doente e começou a apresentar um quadro de prostração no início da manhã de ontem. O animal foi tratado com soro e medicação contra dor e para proteção do fígado, mas não resistiu. 

 

Babu cumprimentando os visitantes do Zoo

Uma publicação compartilhada por Zoológico de Brasília (@zoobrasilia) em

 

 

Leia as últimas notícias do Distrito Federal

 

Um grupo de seis veterinários, dois zootecnistas e sete tratadores acompanham a necropsia e investigam o que pode ter levado Babu ao óbito. Fragmentos da pele e amostras do sêmen também serão coletadas para inclusão no banco de germoplasma do zoológico. A medida tem como função a preservação da informação genética do animal e pode servir futuramente até para inseminação artificial.

 

Babu era considerado um jovem adulto. Elefantes em cativeiro costumam viver até os 60 anos. A partir dos 40 anos, são considerados idosos.

 

Cuidados redobrados com Belinha

 

Com a morte do elefante, a atenção será redobrada nos cuidados com Belinha, que vivia no mesmo recinto que Babu. Os dois vieram da mesma reserva, na África do Sul, e não tinham filhotes juntos. Além de Belinha, o zoo ainda tem mais um exemplar da espécie, o elefante Chocolate, que chegou a Brasília após ser resgatado de um circo.

 

Ver galeria . 4 Fotos Desde que chegou, em 1995, Babu nunca havia ficado doenteLuiz Filipe Carneiro Machado/Divulgação
Desde que chegou, em 1995, Babu nunca havia ficado doente (foto: Luiz Filipe Carneiro Machado/Divulgação )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade