Publicidade

Correio Braziliense

Inaugurado equipamento que leva água do Lago Paranoá para o Plano Piloto

Com a tecnologia, GDF espera reduzir a demanda dos reservatórios do Descoberto e de Santa Maria


postado em 15/01/2018 12:49 / atualizado em 15/01/2018 15:02

Regiões que antes eram abastecidas pelos reservatórios de Santa Maria e do Descoberto serão atendidas pelo Lago Paranoá, graças ao novo equipamento(foto: Dênio Simões/Agência Brasília)
Regiões que antes eram abastecidas pelos reservatórios de Santa Maria e do Descoberto serão atendidas pelo Lago Paranoá, graças ao novo equipamento (foto: Dênio Simões/Agência Brasília)

 

O Governo de Brasília inaugurou, na manhã desta segunda-feira (15/1), o booster do Nororeste, equipamento que permite o bombeamento dos recursos hídricos captados do Lago Paranoá, no Lago Norte, para os reservatórios da Estação de Tratamento de Água (ETA), no Plano Piloto.

 

Com isso, algumas regiões que antes eram abastecidas pelos reservatórios de Santa Maria e do Descoberto passarão a ser atendidas pelo novo sistema, poupando um pouco as duas principais barragens do Distirto Federal. O investimento na tecnologia e de quase R$ 1,5 milhão.

 

Leia as últimas notícias do Distrito Federal

Apesar de inaugurado oficialmente hoje, o booster está em funcionamento desde a última quinta-feira (11/1). Com o equipamento, a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) pode transferir até 280 litros de água por segundo do Lago Norte para a ETA, abastecendo Asa Sul, Asa Norte, Noroeste e Sudoeste, e, em breve, Águas Claras, Guará e Vicente Pires.

 
Água excedente 

 

Esse montante, segundo a Caesb, é um excedente de água que não vinha sendo usado pela região já abastecida pelo Lago Paranoá. "Essa obra dá versatilidade a todo o sistema de abastecimento. Com isso, se poupa a barragem do Descoberto e vamos, cada vez mais, aumentar o volume de água à disposição da população", declarou o governador Rodrigo Rollemberg, durante a cerimônia de inauguração. 


"O que lançamos hoje é uma elevatória de pressurização. Invertemos o fluxo, trazendo água do Lago Norte para o Plano Piloto e aumentando a transposição de água", explicou o presidente da Caesb, Maurício Luduvice. "Antes, a água ia da região central para o Lago Norte. Com o booster e a ETA, (a água) passa a fazer o caminho inverso."

Com informações da Agência Brasília

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade