Publicidade

Correio Braziliense

Polícia investiga se corpo encontrado em Goiás é de desaparecido

Antônio Carlos Nascimento, 65 anos, é dado como desaparecido deste o último dia 9 de janeiro. Investigadores aguardam exames para confirmar a identidade da vítima


postado em 16/01/2018 15:34 / atualizado em 16/01/2018 19:49

Antônio vestia calça jeans preta desbotada e camisa xadrez com cor predominante verde piscina, quando visto pela última vez(foto: Arquivo pessoal)
Antônio vestia calça jeans preta desbotada e camisa xadrez com cor predominante verde piscina, quando visto pela última vez (foto: Arquivo pessoal)
Policiais civis do Distrito Federal e de Goiás investigam se um corpo encontrado no distrito de Girassol, entre Águas Lindas (GO) e Cocalzinho (GO), é de Antônio Carlos Nascimento, 65 anos. O homem está desaparecido desde 9 de janeiro, mesma data em que foi localizado um corpo carbonizado à margem da BR-070, no trecho entre os dois municípios goianos do Entorno do DF. Um laudo do Instituto de Identificação de Goiás apontará a identidade do morto. A análise deve ficar pronta em até 10 dias.

Leia as últimas notícias do Distrito Federal

Segundo a Polícia Civil de Goiás, o corpo foi encontrado a menos de 5km do trevo de acesso a Colcazinho (GO). Desde então, perícias foram feitas na localidade. Investigadores goianos trocaram informações com colegas do DF. "Estamos aguardando os exames iniciais para indicar se trata de Antônio. Por enquanto, não podemos confirmar isso", resumiu, nesta terça-feira (16), o delegado Victor Dan, chefe da 23ª Delegacia de Polícia (P Sul), responsável pelas investigações no DF. Ele informou que o caso deve ser enviado à Coordenação de Repressão a Homicídios (CH), mas não disse quando.

Quando foi visto pela última vez, Antônio vestia calça jeans preta desbotada e camisa xadrez com cor predominante verde piscina. Ele estava próximo ao Centro Espírita Voluntários da Paz, na EQNN 24/26, em Ceilândia Sul. Depois disso, foi dado como desaparecido. Familiares registraram o desaparecimento na 4ª Delegacia de Polícia (Guará), onde o homem mora, porém o caso foi transferido para a 23ª DP (P Sul), por ser onde ele teria desaparecido, pois o seu carro foi encontrado na região.  

 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade