Publicidade

Correio Braziliense

Previsão do tempo: sexta-feira quente, seca e com muito sol no DF

Chuvas volumosas não devem voltar a Brasília até meados da semana que vem, diz Inmet. Por isso, umidade pode cair a abaixo de 30%, valor suficiente para deixar o DF em estado de atenção


postado em 19/01/2018 08:00 / atualizado em 19/01/2018 08:32

Madrugada foi fria no DF, com mínimas de 14°C. À tarde, porém, a temperatura passa dos 30°C, e a umidade relativa do ar pode cair a níveis atípicos para a estação(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Madrugada foi fria no DF, com mínimas de 14°C. À tarde, porém, a temperatura passa dos 30°C, e a umidade relativa do ar pode cair a níveis atípicos para a estação (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

O brasiliense acordou nesta sexta-feira (19/1) sob um céu limpo, sem nuvens. E a tendência é de que o sol predomine sobre o Distrito Federal por um bom tempo. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), não haverá chuva nem hoje nem no fim de semana. Tempo chuvoso de novo, somente a partir da próxima quinta-feira (25/1). 
 

Até essa data, o Inmet só prevê possibilidade de chuvas isoladas. Porém, ,esmo depois de um início de janeiro chuvoso, os meteorologistas não veem anomalia no veranico que vem atingindo o DF. "Nem toda estação chuvosa tem chuvas do início ao fim", pondera Mamedes Luiz Melo, meteorologista do instituto.
 
Sem chuva, o calor aumenta. Para esta tarde, o Inmet prevê 31°C, mais do que o dobro dos 14°C registrados nas primeiras horas do dia em alguns pontos do DF. 


Umidade cai para abaixo de 30%


A falta de chuvas deixa os dias semelhantes àqueles que o brasiliense vive na estação seca, de maio a outubro. Depois de um amanhecer úmido, com índice em 95%, a umidade do ar pode cair para abaixo de 30%. O valor, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é suficiente para colocar o DF em estado de atenção.

Para não correr riscos nesta seca fora de época, o brasiliense deve evitar exercícios físicos entre as 11h e as 15h, beber bastante água e permanecer em locais protegidos do sol. Vale, também, umidificar o ambiente com toalhas molhadas e umidificadores.

Importante, também, não desperdiçar água para poupar os reservatórios para quando a estação seca chegar, em meados de maio. De quarta (17/1) para quinta-feira (18/1), o volume no Santa Maria estacionou em 33,3%. Na barragem do Descoberto, o nível subiu 0,4 ponto percentual, de 39,3% a 39,7%.

Confira aqui as cidades atingidas pelo racionamento nesta sexta-feira

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade