Publicidade

Correio Braziliense

Pacotão comemora 40 anos com escolha de marchinha para o carnaval

Tradicional bloco comemora 40 anos de folia e escolhe hoje a marchinha para o carnaval. A festa será no Conic a partir das 14h


postado em 20/01/2018 08:00 / atualizado em 08/02/2018 19:34

Em 2017, o Pacotão manteve a irreverência e a energia durante o desfile pela W3(foto: MInervino Junior/CB/D.A Press)
Em 2017, o Pacotão manteve a irreverência e a energia durante o desfile pela W3 (foto: MInervino Junior/CB/D.A Press)


O bloco de carnaval de rua mais tradicional da capital, o Pacotão, completa 40 anos de existência e promove, hoje, o concurso de marchinhas. O evento ocorrerá no Setor de Diversões Sul (Conic), a partir das 14h. “Já recebemos cerca de 25 músicas, mas tem gente que compõe na hora e se apresenta”, conta um dos fundadores da folia, o jornalista José Antônio Filho, mais conhecido como “Joka Pavaroti”.   

Com a expectativa de reunir mais de 500 participantes, qualquer pessoa com mais de 18 anos pode entrar na competição. Apesar de a temática ser livre, o ideal é que as canções sejam de críticas políticas. “É uma forma de registrar todos os momentos políticos que estão acontecendo. Quem escuta as marchinhas acaba aprendendo sobre os fatos históricos”, diz Cícero Ferreira, também fundador do bloco.

Além de ter ajudado a formar o Pacotão, Paulo Miranda, 63 anos, também participa como compositor no concurso de marchinhas e foi o ganhador da edição de 2016. “É um evento descontraído e alegre. Não tem briga, roubo e recebe pessoas de todas as idades”, conta Paulão Varadeiro, como é mais conhecido.

Jadir Rodrigues, 68 anos, participa há 10 anos do evento e está confiante que levará o primeiro lugar de 2018. “A culpa não é sua nem minha, mas este ano eu levo a marchinha”, canta o aposentado. Jadir escolheu falar sobre a Lava-Jato. “Sempre abordamos assuntos políticos quentes, que estão na mídia. Vivemos tantas tristezas com a política que, com o Pacotão, trazemos um pouco de alegria para as pessoas”, conta.  

Mais conhecido como “Wilsinho Red”, Wilson Veleci, 54 anos, além de ajudar na organização do evento, também participa com suas composições. “Comecei vendendo bebidas no evento e, há 15 anos, decidi participar fazendo as músicas. O Pacotão é uma forma de dizer para os políticos que não somos bobos e estamos de olho em tudo que eles fazem”, diz o técnico administrativo na Procuradoria Federal dos Direitos dos Cidadãos.

Integrantes do Pacotão fazem o ensaio geral para a batucada de hoje, em que será escolhida a marchinha de 2018(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Integrantes do Pacotão fazem o ensaio geral para a batucada de hoje, em que será escolhida a marchinha de 2018 (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)


Tradicionalismo


Criado em 1978 pelo Clube da Imprensa, o bloco Sociedade Armorial Patafísica Rusticana, o Pacotão tem esse nome por causa do conjunto de medidas para reformar o Poder Judiciário, anunciado pelo então presidente Ernesto Geisel. O Pacote de Abril estabelecia  mandato presidencial de seis anos, eleição direta para um terço do Senado Federal e bancada maior para os estados menos desenvolvidos. Como forma de protesto, jornalistas promoveram uma manifestação criando o bloco carnavalesco. Figura criada para despistar os militares, Charles Preto é o responsável pelo bloco e esse nome é uma homenagem ao presidente do Departamento de Turismo da época: Carlos Black Pereira.  

Na contramão na Avenida W3, no sentido Norte/Sul, os participantes cantam marchinhas criticando a política brasileira. “Não defendemos políticos, partidos ou candidatos. Queremos apenas nos expressar livremente e com ironia”, explica Joka Pavaroti.

Para o presidente da Liga de Blocos Tradicionais, Jorge Cinas, não só o Pacotão, mas todos os blocos tradicionais de Brasília carregam a memória da cidade. “É preciso preservar a memória desses blocos, pois eles retratam Brasília. No caso do Pacotão, é uma forma de falar sobre o momento político em que vivemos”, observa Cinas.

Envie sua  música 

Interessados podem enviar até duas músicas em arquivo MP3 com a letra e dados do autor pelo e-mail pacotaofolia@gmail.com.

Programe-se

Concurso de Marchinhas 
do Pacotão 2018

Quando: hoje, a partir das 14h
Onde: Praça Ari Para Raios, Conic

Desfile do Pacotão

Quando: 11 e 13 de fevereiro, a partir das 12h
Onde: concentração na comercial da 302/303 Norte, em frente ao restaurante Picanhas do Sul
Contatos: pelo e-mail pacotaofolia@gmail.com ou pela página do Facebook Pacotaofolia
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade