Publicidade

Correio Braziliense

Michel Temer assina decreto liberando verba para a expansão do Metrô DF

Promessa é expandir linhas de Samambaia e revitalizar estações ainda em fase de acabamento. Liberação de recursos federais também servirá para manutenção


postado em 22/01/2018 09:57 / atualizado em 22/01/2018 14:57

"O metrô, na verdade, é um dos instrumentos de transporte mais veloz e o que mais atende a população", disse Michel Temer em pronunciamento (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
 
 
O presidente da República Michel Temer participou da solenidade para assinar um decreto que autoriza a abertura de licitação para dar início aos trabalhos de expansão das estações da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF). A cerimônia aconteceu no Palácio do Planalto, na manhã desta segunda-feira (22/1). Após a assinatura, o governador Rodrigo Rollemberg afirmou que as obras começarão em 2019.
 
 
O documento também conta com a assinatura do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, que liberou cerca de R$ 333 milhões para as futuras obras na estatal, do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, e do presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado. 
 
Durante a solenidade, Michel Temer destacou a parceria entre a União com o DF, além da necessidade de aprimoramento do serviço não apenas em Brasília, mas também em todo o país. "O metrô, na verdade, é um dos instrumentos de transporte mais veloz e o que mais atende a população. Trata-se, portanto, de demanda antiga da população brasiliense. É importante para o desenvolvimento da capital", relatou o presidente. "Com o reequilíbrio das contas públicas, vamos renovando as questões governamentais", completou Temer.
 
Rollemberg relembrou as recentes obras e atividades do GDF, como o fechamento definitivo do Lixão da Estrutural, ocorrido no último sábado (20/1) e a construção de barragens para a captação de água por conta da crise hídrica. "São ações civilizatórias. Agora, temos a oportunidade de expandir o Metrô em outras quadras de Samambaia e ir modernizando o sistema de transporte do DF", explicou. 
 
A promessa governamental é expandir o serviço em duas linhas por Samambaia, com extensão de 3,6 km, além de liberar recursos federais para a renovação de equipamentos e manutenção da estatal. O Metrô-DF conta, hoje, com 24 estações pelo DF e recebe cerca de 170 mil passageiros diariamente. A extensão geral do serviço é de 42 km de área. 
 
Além da licitação para Samambaia, o Ministério das Cidades liberou repasse de R$ 17 milhões para o futuro viaduto de interseção na Estrada Parque Indústrias Gráficas (EPIG) que também faz ligação entre o Parque da Cidade e áreas do Sudoeste.
 
Metrô-DF conta com 24 estações pelo DF e recebe por dia 170 mil passageiros (foto: Reprodução/Metrô-DF)
Metrô-DF conta com 24 estações pelo DF e recebe por dia 170 mil passageiros (foto: Reprodução/Metrô-DF)

 

Ceilândia e Asa Norte à espera

 
Com a liberação assinada nesta segunda-feira, o governo ainda aguarda o aval para ampliar em 3,2 km de via do transporte que percorre Ceilândia, além de construir a primeira estação por toda Asa Norte. Segundo projeções do Executivo do DF, a construção requer 354,4 milhões para a União e mais de R$ 50 milhões ao governo do Distrito Federal. As promessas para a ampliação do serviço nas regiões se arrasta desde 2009. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade