Publicidade

Correio Braziliense

Familiares celebram missa de sétimo dia de casal atropelado no Lago Norte

Ao menos 300 pessoas acompanham a cerimônia. Outras se acomodaram do lado de fora do templo


postado em 24/01/2018 21:12

(foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A. Press)
(foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A. Press)

 
Familiares e amigos de Evaldo Augusto da Silva, 75 anos, e Dulcineia Rosalino da Silva, 72, atropelados no Lago Norte, participam de missa de sétimo dia em homenagem ao casal. A cerimônia ocorreu na noite desta quarta-feira (24/1), na Igreja Nossa Senhora do Lago. No altar, estão as urnas com as cinzas das vítimas. 


O casal atuava em diversas atividades da igreja e era muito querido da comunidade. Ao menos 300 pessoas acompanham a cerimônia. Outras se acomodaram do lado de fora do templo. "Quero agradecer aqueles que dedicaram algumas horas do dia para homenagear esse casal tão querido", disse o padre Norbey Buitrago.

Durante a semana, os corpos dos servidores públicos aposentados foram cremados em uma cerimônia restrita aos familiares. As duas urnas com as cinzas ficaram posicionadas ao lado de uma fotografia do casal no altar. Na maior parte da cerimônia, as luzes do templo permaneceram apagadas.

Motorista em estado gravíssimo

O casal morreu na última quarta-feira (18/1). A motorista do veículo que conduzia o veículo que os atingiu, Luciana Pupe Vieira, 46 anos, segue internada em estado gravíssimo, com diagnóstico de isquemia cerebral. A polícia investiga se ela sofreu mal súbito.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade