Publicidade

Correio Braziliense

Após tiroteio, moradora encontra bala dentro de casa em Ceilândia

A jovem, de 17 anos, aguardava o resultado do Sisu no momento em que o projétil passou próximo a ela


postado em 25/01/2018 15:17 / atualizado em 25/01/2018 17:09

Apesar de 10 ligações para as forças policiais, a família não recebeu assistência(foto: TV Brasília/Divulgação)
Apesar de 10 ligações para as forças policiais, a família não recebeu assistência (foto: TV Brasília/Divulgação)
 
Uma moradora de Ceilândia encontrou uma bala de arma de fogo dentro de casa após um tiroteio no P Sul, em Ceilândia, no início da madrugada de quarta-feira (24/1). De acordo com Maria Eduarda Fernandes, 17 anos, que achou o projétil, dava para ouvir a troca de tiros próximo à casa, na quadra 28. Apesar das ligações para as forças de segurança pública, nenhum policial compareceu ao local. Ninguém se feriu.

A jovem aguardava o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) quando percebeu algo passando perto dela. Foi quando encontrou a bala, que provavelmente entrou pela porta aberta da sala, pois não havia nada quebrado no local. 

Valéria, mãe de Maria Eduarda, relata que ligou seis vezes para 190 e quatro para o 197, mas não recebeu assistência. A Polícia Militar informou que não havia veículos disponíveis, enquanto a Civil pediu que ela comparecesse à delegacia para prestar a queixa.
 
Os tiroteios são frequentes na região em que Valéria e Maria Eduarda moram. “Eu fico insegura e com muito medo, além de estarrecida com tanto descaso com a segurança”, declara a matriarca. Ela conta que escuta os disparos diariamente.

Um levantamento da Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF) mostra que, entre janeiro e outubro do ano passado, houve 62 homicídios e seis latrocínios em Ceilândia. Além disso, foram registrados 149 e 41 tentativas dos respectivos crimes. No caso de roubos, o número de ocorrências é de 5,4 mil a pedestres, 576 em coletivos, 640 a veículos, 115 em residências e 326 a estabelecimentos comerciais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade