Publicidade

Correio Braziliense

Morre general Cândido Vargas de Freire, ex-secretário de segurança pública

Militar tinha 83 anos e sofria do coração. Ele foi secretário de segurança pública do DF e do Ceará


postado em 27/01/2018 20:51 / atualizado em 27/01/2018 20:55

General Cândido Vargas de Freire quando era secretário de Segurança Pública do DF(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press - 10/7/2008)
General Cândido Vargas de Freire quando era secretário de Segurança Pública do DF (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press - 10/7/2008)
 
Morreu nesta sexta-feira (26/1), em Florianópolis, Santa Catarina, o ex-secretário da Segurança Pública do Distrito Federal, general Cândido Vargas de Freire. Gaúcho de Dom Pedrito, município localizado a 440 quilômetros da capital, Porto Alegre, Cândido Vargas de Freire tinha 83 anos e quatro filhos, entre eles o ex-atleta da “geração de prata” do vôlei brasileiro, Marcus Vinícius. A causa da morte de Vargas de Freire não foi divulgada.

Sobrinho-neto do ex-presidente Getúlio Vargas, o general Cândido ocupou vários postos no alto comando do Exército. Além de ter sido secretário da Segurança Pública do DF, na gestão de José Roberto Arruda, em 2006, o general Vargas chefiou a pasta da Segurança Pública em duas das três gestões do então governador Tasso Jereissati, no Ceará - de abril de 1997 a dezembro de 1998 e de novembro de 1999 a dezembro de 2002.

Na carreira militar, comandou o Grupamento de Engenharia da Amazônia, chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Sul, em Porto Alegre. O general atuou, também, como mediador no conflito entre Equador e Peru, em 1995, e como consultor de segurança, inclusive junto ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Vargas também foi presidente do Clube do Exército de Brasília, entre 1995 e 1996.

“Era um bom homem e foi um grande secretário”, resumiu o ex-governador José Roberto Arruda.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade