Publicidade

Correio Braziliense

Projeto Mini Gentilezas arrecada materiais de higiene para moradores de rua

O projeto conta com nove pontos de coleta, arrecadou mais de 18 mil itens de higiene e atendeu cerca de 3 mil pessoas


postado em 28/01/2018 09:00 / atualizado em 28/01/2018 14:23

Integrantes do projeto, em parceria com o grupo 10% para o bem, reúnem os itens em sacolas para facilitar o transporte e os entregam a pessoas em situação de vulnerabilidade social(foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)
Integrantes do projeto, em parceria com o grupo 10% para o bem, reúnem os itens em sacolas para facilitar o transporte e os entregam a pessoas em situação de vulnerabilidade social (foto: Arthur Menescal/Esp. CB/D.A Press)

Uma ideia simples: juntar produtos de higiene que acabam esquecidos no fundo dos armários, como shampoos e sabonetes recebidos como cortesia em hotéis, e doar para moradores de rua. Desde maio de 2016, é essa a proposta do projeto Mini Gentilezas, da ONG Argilando. Criado no Rio de Janeiro, estendeu as atividades para Brasília e cidades como Uberaba (MG), Jundiaí (SP) e Salvador. Na capital do país, presente desde o mês seguinte à sua criação, o projeto conta com nove pontos de coleta, arrecadou mais de 18 mil itens de higiene e atendeu cerca de 3 mil pessoas.

Segundo a coordenadora do Mini Gentilezas em Brasília, Karina Rocha, o nome da iniciativa faz alusão ao tipo de material que se espera arrecadar. “A ideia é captar coisas pequenas, fáceis para os moradores de rua transportarem. Nossa intenção é mostrar às pessoas como ajudarem ao próximo com algo que, muitas vezes, não teria utilidade em suas casas e acabaria no lixo”, destaca. 
 
 
Na capital do país, o Mini Gentilezas atua em parceria com o grupo 10% para o bem. Foi uma das coordenadoras do 10%, a secretária executiva Iris Gouvêa, 32 anos, que descobriu o projeto da ONG carioca Argilando e pensou em trazer a iniciativa para a cidade. “A nossa proposta é incentivar as pessoas a doarem pelo menos 10% de seu tempo para dar amor a quem precisa. Nós indicamos locais para os pontos de coleta do Mini Gentilezas, triamos o material arrecadado e o entregamos a moradores de rua”, explica Iris.

Na quarta, 24, foi dia de entrega de kits de higiene para vigilantes de carros e moradores de rua da quadra 102 Sul. O vigia Elias, mais conhecido como “Tinho”, foi um dos beneficiados. Esta é a terceira vez que ele recebe itens de higiene. Morador da Cidade Ocidental (GO), ele leva o que recebe para casa. “Tenho quatro filhos e não conseguiria comprar tudo isso com o meu dinheiro. Agradeço muito a essas meninas”, emociona-se.

A filha de Tinho, de 17 anos, também recebeu um kit. Moradora do Paranoá e grávida de cinco meses do segundo filho, ela usa os produtos para dar banho no primogênito, de 2 anos, e elogia a ação, contando que todos os itens são muito úteis.

Incentivo à participação

Também coordenadora do 10% para o bem, a gerente administrativa Cinélia Silva, 45, fala sobre o quanto é gratificante participar de ações sociais. “Muitas vezes, quando entregamos os kits, as pessoas dizem ‘nossa, graças a Deus vou poder tomar banho hoje’. Poder proporcionar isso a alguém não tem preço. Crescemos muito como seres humanos”, assegura. Outra vertente de atuação do Mini Gentilezas é a colocação de caixas em empresas públicas ou privadas. A intenção é incentivar os funcionários, muitos deles viajantes constantes a trabalho, a doarem amostras de produtos de higiene que ganham nos hotéis nos quais se hospedam.

A Agência Nacional da Águas (ANA) foi uma das instituições que aderiram ao box. “O pessoal viaja muito para visitas técnicas e acaba trazendo um monte de miniatura de shampoo, condicionador, sabonete. Como esses produtos têm prazo de validade curto, se os funcionários não doarem, os itens acabam sem utilidade”, comenta Claudia Dianni, assessora de comunicação do órgão e uma das mentoras da campanha.

A caixa foi colocada na Agência em setembro do ano passado e, em novembro, foi feito o primeiro repasse ao 10% para o bem. “A adesão até nos surpreendeu. Conseguimos uma centena de itens no primeiro lote”, comemora Claudia.

Diante do sucesso da campanha, a ANA decidiu manter o box. A agência decidiu fazer uma ação especial, inclusive, durante o 8º Fórum Mundial da Água, em maio deste ano. A intenção é incentivar os mais de mil inscritos no evento, de várias partes do país e do mundo, a doarem produtos.
 
 

Sucesso 

A ONG Argilando trabalha com promoção de voluntariado. Um dos projetos da organização, o 365 Dias de Agir, propõe que em todos os dias do ano algum voluntário faça uma boa ação. Um dos integrantes promoveu uma campanha para captar produtos de higiene para moradores de rua. Em menos de 24 horas, o material de divulgação da campanha havia sido compartilhado mais de 5 mil vezes nas redes sociais. Percebendo o sucesso da ação, a Argilando resolveu transformá-la em projeto independente. Batizado de Mini Gentilezas, e se estendeu para várias partes do Brasil.

Contatos
Mini Gentilezas 

Facebook: @minigentilezas / e-mail: gentileza@argilando.org / 
Telefone: (21) 35197-8640.

10% para o bem 

Facebook: 10% para o bem / e-mail: 10porcentoparaobem@gmail.com /
Telefone: (61) 99235-9913, falar com Iris.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade