Publicidade

Correio Braziliense

Polícia prende homem que matou esposa com 20 facadas

Francisco Pereira dos Santos, 27 anos, matou a companheira por ciúmes. Caso aconteceu em agosto do ano passado


postado em 02/02/2018 13:24 / atualizado em 02/02/2018 14:44

Fachada da casa em que Francisco matou a esposa com 20 facadas(foto: Jéssica Eufrásio/CB/D.A. Press)
Fachada da casa em que Francisco matou a esposa com 20 facadas (foto: Jéssica Eufrásio/CB/D.A. Press)

Francisco Pereira dos Santos, 27 anos, foi preso de forma preventiva na 24ª Delegacia de Polícia (Setor O) nesta quinta-feira (1/2) pela prática de feminicídio. No ano passado, Francisco matou a esposa, Glória Maria Feitosa dos Santos, 23, com 20 facadas. O crime aconteceu em 3 de agosto, na QNO 18, em Ceilândia. Francisco chegou a ser preso em flagrante, mas acabou sendo solto no dia seguinte.

 

Leia as últimas notícias do Distrito Federal

 

Na época, o homem confessou ao Correio que assassinou a esposa por ciúmes. "Matei por ciúmes. Já desconfiava que ela tinha outro relacionamento", disse. No dia anterior ao crime, Glória havia dito a Francisco que iria para a casa de uma amiga. Contudo, na manhã seguinte, Francisco descobriu que ela estava com outro homem, e desferiu 20 facadas contra a mulher.

 

O relacionamento dos dois durou nove anos, e Francisco e Glória tinham um filho de 7 anos de idade. Eles eram naturais de Caxias (MA), e chegaram em Brasília em 2013. O crime contra a mulher não foi o único praticado por Francisco. No município maranhense, ele também respondia por um feminicídio.

 

Crime recorrente

 

Casos de feminicídio no Distrito Federal registraram aumento nos últimos anos. O mais recente Anuário de Segurança Pública, publicado em outubro do ano passado, indicou que o número de mulheres vítimas de homicídio em 2016 quadruplicou em relação a 2015. Em 2016, 21 mulheres foram assassinadas por "razão de condição do gênero feminino" - 16 a mais que em 2015, quando foram notificadas cinco mortes. A taxa passou de 8,5% para 35,6%.

 

Além disso, outros tipos de crimes contra a mulher tiveram números assombrosos no último ano. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social, de janeiro a setembro de 2017, o DF registrou 10.810 casos de violência doméstica, 14 de feminicídio e 646 estupros. A média mensal neste período foi de 1.274 ataques contra mulheres na capital federal, ou seja, a cada dia, 42 foram alvo da covardia masculina.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade