Publicidade

Correio Braziliense

Carnaval pet: fim de semana tem quatro bailinhos para a folia canina

Com direito à fantasia e a muita alegria, os animais de estimação também podem brincar em eventos pela cidade. Entre os bailinhos, um foi organizado como forma de protesto e reivindicação de espaço público para os pets


postado em 03/02/2018 08:00 / atualizado em 08/02/2018 19:29

Ver galeria . 10 Fotos Com as roupinhas prontas e muita animação, os cachorros de estimação também vão entrar no ritmo do Carnaval Carlos Vieira/CB/D.A Press
Com as roupinhas prontas e muita animação, os cachorros de estimação também vão entrar no ritmo do Carnaval (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press )


A festa mais aguardada dos brasileiros chegou. No carnaval, as marchinhas, os blocos e as fantasias embalam os foliões. Com as roupinhas prontas e muita animação, os cachorros de estimação também vão entrar no ritmo da festa popular e com direito a eventos próprios. Tudo é preparado para que donos e pets tenham um ambiente agradável para brincar a época festiva. Neste fim de semana, são quatro bailinhos para a folia canina.

A vendedora Ranierica Assunção, 30 anos, vai levar o cão da raça shihtzu Thor, de 2 anos e meio, para o segundo carnaval só para cachorros. Na primeira participação na folia, vestido de motoqueiro, o animal ganhou o concurso de fantasia. Para esta edição, Thor marca presença com a amiguinha Bela. E para fazer jus ao nome dela, o casal vai fantasiado dos personagens principais de A Bela e a Fera, da Disney.

“Este é o segundo ano que vamos participar, ele adora uma farra, se diverte muito, é como se soubesse que é tudo feito pra eles brincarem à vontade”, diz Ranierica. Ela conta que antes de participar pela primeira vez, não sabia que existia esse tipo de evento. “Acabei ficando maravilhada com o carinho com que tudo é feito. Eu fico feliz e o Thor ama, fica igual à criança mesmo”, assegura a vendedora.

O advogado Filipe Damasceno Farias, 35, vai levar o buldogue francês Bacon, de 1 ano, para os eventos caninos. Na primeira vez que o animal de estimação vestiu uma fantasia, ela tinha 5 meses. Mas este ano será o primeiro desfile do buldogue no estilo carnavalesco.

“Estou muito animado. Para este carnaval, ele vai fantasiado de leão. Eu gosto de levá-lo para os eventos porque se diverte bastante, especialmente porque ele fica muito sozinho em casa. Acredito que, por participar com ele, desde filhote, de festinhas, ele é bem sociável, manso e dócil”, afirma Felipe.

Tapete vermelho

Nos locais das folias, tudo começa a ganhar cor e uma decoração completamente voltada para o carnaval. No Armazém Rural, na 205 Norte, a tradicional festa chega à 11ª edição. O tapete vermelho para o desfile, a piscina de bolinhas e a gangorra canina estão prontos para receber os convidados especiais. No repertório musical, haverá marchinhas, mas em volume baixo para não incomodar a audição sensível dos animais. A expectativa é a presença de 50 animais.

A organizadora da folia, a empresária Maria do Carmo, 55, informa como tudo funciona. “Os cachorrinhos vão chegando e podem brincar. A festa é aberta a todos animais, mas é comum termos mais cãezinhos na folia. Mas aqui já apareceu pássaro, hamster e gatinhos, todos fantasiados. Quem não vier a caráter, a gente ajuda com algum detalhe, como uma gravatinha ou chapéu”, garante.

“As pessoas levam a data a sério e se empenham em deixar os pets bem bonitos. A criatividade corre solta. Para este ano, teremos o pet fashion, com direito a receber a estatueta do Oscar, além do sorteio de brindes. Vai ser uma tarde animada”, anima-se Maria do Carmo.

A militar Thayná Barbosa, 28, prepara as pequenas Mel, uma shihtzu de 4 anos, e a spitz alemão Cloé, de 2, para o terceiro carnaval da dupla. “Quando eu visto as fantasias na Mel e na Cloé, parece que elas já sabem que vamos para a festinha. Como elas são bem sociáveis, interagem e brincam com os outros cachorros sem nenhum problema”, conta.

Outro local que está com tudo preparado para receber os bichos é o Venâncio Shopping. A folia está marcada para hoje e vai das 11h às 18h. Esta será a segunda edição do Bailinho de Carnaval, aberto a todas idades e pets. Para as crianças, a festa inclui oficinas de customização de fantasias, brinquedoteca, pintura de rosto e distribuição de brindes.

Leia as últimas notícias do Distrito Federal


Em outro endereço, no Sudoeste, a festa “Eu não sou cachorro não”, marcada para hoje, foi  pensada como forma  de protesto. Um desentendimento local, com a proibição da utilização de uma quadra pública, causou desconforto entre os criadores de pets. O evento ocorre hoje, a partir das 9h e propõe a conscientização pela cobrança de um parque canino na cidade. São aguardadas 50 pessoas.

A organizadora Ray Bião, 49, explica que com a colocação de uma placa na entrada da quadra proibindo o acesso de animais à praça, “nós (tutores caninos) passamos a ser hostilizados por levarmos os animais lá. Convocamos uma reunião com a administração e a comunidade. Ficou decidido a construção de um parque canino, mas estamos no aguardo da concretização desse projeto”, disse.

Na festa do Sudoeste, a ideia é levar os cãezinhos fantasiados de outros animais, mas não é uma regra. A única obrigação é a diversão, de acordo com a organizadora do evento, Paula Holanda, 30. “Sugerimos que fantasiem os cachorros de outros animais, como uma alusão à placa. Alguns terão plaquinhas, escrito ‘eu sou uma aranha’. É um evento bem-humorado e um encontro para os donos de animais”, conclui.

No mesmo bairro, na Quadra 300 do Sudoeste, o Pet Café organiza a primeira festinha do estabelecimento. A folia terá sorteio de brindes com um day care (dia de cuidado). Na programação também está previsto concurso de fantasias. Os organizadores esperam de 80 a 100 pessoas.

A decoração começa a ganhar mais cores e serpentinas para receber os convidados, assim como cita a empresária Isabella Raeder, de 26 anos. “Estamos enfeitando tudo e instalando uma piscina de bolinhas para os cachorros brincarem. Queremos que seja um ambiente agradável, onde todos possam comemorar a data festiva. Será uma festa com muita diversão”, planeja.


Para os bichanos

Sábado, 03/02

09h
» Eu não sou cachorro não — QRSW 01, Sudoeste econômico
» Carnaval — Pet Café, 300 do Sudoeste

09h30
» CarnaPet — Cia da Terra, 109 Sul
» Carnaval — Armazém Rural, 205 Norte

11h
» Bailinho de Carnaval — Venâncio Shopping, Asa Sul

Domingo, 11/02

16h
» Carna Pet — Felicitta, Águas Claras

Para os donos 

Sábado, 03/02

09h
» Encontro de Blocos do Cruzeiro — Via RE 03, entre as quadras 10 e 8

10h
» Grito de Carnaval Comboio Percussivo — Torre de TV até o Setor Bancário Sul

14h
» Galo Cego — Setor Bancário Sul, quadra 02

15h
» Bloco Intervensounds – Unidos do BPM — Setor de Diversões Sul, Conic, Edifício FBT
» Fio Desencapado — 4ª Avenida do Sudoeste

16h
» Grito da Liga dos Blocos Tradicionais — 302 Norte
» Quem Chupou vai Chupar Mais — Setor Comercial Sul, quadras 04 e 05
» Peleja — Praça dos Prazeres, em frente ao Banco de Brasília
» Micareguará – Bloco Brega e Chic — Praça dos blocos 04, 06, 08 e 10, Guará
» Carnaguará — EQ 21/36, Avenida Central

17h
» Bloco me Beija — SQN 114, bloco D, loja 40

20h
» Carnaviola – Bloco Pagode em Brasília, Casa do Cantador, quadra 32 Área Especial G, Ceilândia Sul

Domingo, 04/02

12h
» Sapeka-Aí  — Galpão da Feira Permanente, Núcleo Bandeirante

15h
» Encosta que Cresce — Estacionamento do Ginásio Nilson Nelson
» Carnaval pra Pular Gama — Setor Central do Gama, estacionamento do Super Maia

16h
» Cafuçu do Cerrado — Setor Bancário Norte, quadra 01
» Bloco falta Pouco — Setor de Autarquias Norte, em frente ao Banco do Brasil
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade