Publicidade

Correio Braziliense

Defesa Civil orienta órgãos a liberarem funcionários mais cedo

Subsecretário de Defesa Civil pretende desafogar o fluxo na região do desabamento de viaduto. Local fica próximo aos acessos do Hospital de Base


postado em 06/02/2018 14:45 / atualizado em 06/02/2018 17:17

(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)

 

O subsecretário de Defesa Civil, Sérgio Bezerra, vai pedir aos órgãos públicos na área central de Brasília que liberem funcionários mais cedo nesta terça-feira (6/2) para não complicar o trânsito depois do desabamento de um viaduto do Eixão Sul. A medida, segundo ele sugere, deve ser tomada principalmente no Setor Bancário Sul, que fica muito próximo do local do acidente.

 

Um dos motivos alegados por Bezerra é a proximidade com o Hospital de Base. O local fica próximo a um dos acessos à unidade hospitalar, e as autoridades temem colapso no trânsito que impeça a passagem de ambulâncias e pacientes.

 

O Correio entrou em contato com órgãos e empresas da administração pública para verificar se haverá liberação dos servidores. Até o momento, todas as entidades disseram que não receberam comunicado oficial da Defesa Civil e, a princípio, os horários estão mantidos. O Ministério do Planejamento informou, em nota, que não recebeu comunicado da Defesa Civil para futuros ajustes nos horários de servidores devido o trânsito. 

 

 

 
Eixão Sul interditado 

 

O Eixão Sul está totalmente fechado desde o Buraco do Tatu. As tesourinhas do Setor Bancário, segundo a Polícia Militar, também ficaram bloqueadas. Os Eixinhos L e W, de acordo com a corporação, funcionam normalmente. O Metrô, que tem uma estação dentro da Galeria dos Estados, não teve o funcionamento alterado.

 

Ainda não há definição sobre o planejamento de trânsito na área central de Brasília para os próximos dias.

 

Após o desabamento, o trânsito ficou congestionado no Distrito Federal, mesmo em vias não tão próximas ao local do acidente. No Eixo L, sentido Plano Piloto, o engarrafamento começava na altura da Quadra 203 por volta das 16h. 

No Setor Policial Sul, o fluxo de veículos, nesse horário, ficava lento próximo ao Hospital Santa Lúcia e seguia dessa forma até a Área Octogonal Sul 1. Os veículos na Estrada Parque Indústrias Gráficas (EPÍG) também trafegam com lentidão até o início do Setor de Indústrias Gráficas (SIG). 

O desabamento aconteceu no fim da manhã, e o trânsito no Eixão Sul foi interrompido. Ainda não há previsão para que a situação se normalize. O Departamento de Estradas e Rodagens (DER) desviou o tráfego para os eixinhos leste e oeste. O Metrô está funcionando normalmente. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade