Publicidade

Correio Braziliense

Definição sobre recuperação ou demolição de viaduto sai em 12 dias

O secretário-chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio, afirmou que a recuperação do Eixão é prioridade


postado em 07/02/2018 13:19 / atualizado em 07/02/2018 14:51

(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
 
 
O secretário-chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio, afirmou, no início da tarde desta quarta-feira (7/2), que as obras de recuperação da parte do Eixão Sul que desmoronou, na Galeria dos Estados, é tratada como prioridade pelo governo, que reuniu uma equipe de especialistas para lidar com a situação causada pelo desastre.
 
"Um consenso entre os técnicos é sobre a necessade de primeiro fazer o escoramento do que sobrou do viaduto para continuar os estudos. Só depois disso vamos saber se é possível recuperar a estrutura ou demolir", adiantou Sampaio. Essa definição deve sair em 12 dias. 
 
O sercetário-chefe esteve no local com outras autoridades para avaliar quais medidas deverão ser tomadas. "Precisamos dar respostas. Vamos remanejar verba de onde for preciso para fazer essa obra. Governar é estabelecer prioridades", definiu.

De acordo com ele, três frentes foram criadas pelo GDF após o acidente. A primeira cuidará da mobilidade, para tentar sanar os transtornos causados no trânsito da região. Outro grupo avaliará todas as estruturas viárias do DF para estabelecer quais precisam de reformas urgentes.
 
A última comissão trabalha exclusivamente para definir quais medidas devem ser tomadas a partir de agora. Os grupos são formados por representantes do DER, Novacap, Secretaria de Infraestrutura, Defesa Civil, CREA, Clube de Engenharia e professores da Universidade de Brasília (UnB).


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade