Publicidade

Correio Braziliense

Em São Sebastião, homem é preso após atirar no cachorro da vizinha

Neste fim de semana, pelo menos dois casos de agressão contra animais terminaram em delegacias do DF


postado em 11/02/2018 14:41 / atualizado em 11/02/2018 15:05

O animal segue em estado grave (foto: PMDF/Divulgação)
O animal segue em estado grave (foto: PMDF/Divulgação)
Em menos de 24 horas, dois homens foram detidos no Distrito Federal por maltratar animais. Neste domingo (11/2), uma mulher compareceu ao 21º Batalhão da Polícia Militar (São Sebastião) para denunciar o vizinho que teria atirado com uma carabina no cachorro dela. O caso aconteceu no setor de chácaras Capão Comprido, em São Sebastião. 

Policiais militares foram até a residência do suspeito. Ele teria confessado o crime e justificado a ação dizendo que o cachorro constantemente invadia sua chácara para brigar com os animais que moravam lá. O homem entregou a carabina calibre .22 aos militares, que constataram que ele tinha os devidos registros da arma. 

O suspeito foi levado à 30º Delegacia de Polícia (São Sebastião), onde a carabina ficou apreendida. Ele responderá por maus tratos contra animais, que tem como pena detenção de três meses a um ano, e multa. O cachorro segue em estado grave. 

Agressão 


No sábado (10/2), um morador da 312 Norte também foi denunciado por maltratar um cachorro. A câmera do circuito interno do bloco onde o suspeito vive registrou o momento em que, num dos corredores do prédio, ele ergueu o cachorro e o jogou com força contra a parede.

Os vizinhos denunciaram o caso, e a Polícia Militar Ambiental foi à residência do agressor e constatou que o animal estava machucado e tinha dificuldades para ficar em pé. O homem argumentou com os militares que não costuma agredir o animal e que agiu num momento de fúria.

O agressor teria dito ainda que havia ingerido bebida alcoólica e não se lembrava do ocorrido. Ele foi conduzido à 5ª DP (Asa Norte) onde assinou um Termo de Comparecimento à Justiça e foi liberado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade