Publicidade

Correio Braziliense

Galeria dos Estados do Eixo L é fechada a pedestres para vistoria e reparos

O local ficará fechado até a segunda-feira (26/2). Diretor da Novacap afirma que ação é preventiva e garante que local é seguro para a população


postado em 24/02/2018 11:28 / atualizado em 24/02/2018 14:58

O forro da Galeria dos Estados começou a ser retirado na manhã deste sábado(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
O forro da Galeria dos Estados começou a ser retirado na manhã deste sábado (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)

 
Durante este fim de semana, a Novacap realiza uma intervenção na Galeria dos Estados do Eixo L. A ação tem o objetivo de detectar possível pontos em que é necessário obras e reparos.
 
"Essa é uma manutenção preventiva e não há risco de desmoronamento neste ponto", garante o diretor presidente da Novacap, Júlio Menegotto. "Em 2013, foi feito um estudo sobre o local e este será atualizado para podermos adequar o projeto e o orçamento para a licitação", complementa. 

Entre as medidas que Menegotto acredita que serão necessárias estão o escoramento da estrutura e reforços em eventuais pontos, além da retirada do forro. Depois dessas ações, a construção será analisada. O diretor-presidente do órgão explica que o maior risco para essas estruturas é a infiltração ao longo dos anos. Acrescenta ainda que para localizar possíveis pontos com infiltração e outras alterações é fundamental à retirada do forro do local. 
 
Obras não devem atrapalhar o fluxo de pedestres durante a semana(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Obras não devem atrapalhar o fluxo de pedestres durante a semana (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
 
 
"A ideia foi fazer esse trabalho no fim de semana para não afetar os pedestres", complementa o Diretor do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Márcio Buzar. A previsão é que o local esteja livre para a circulação dos pedestres na segunda-feira (26/2), e a área deverá contar com a presença do Detran, para reforçar a segurança de quem passa pelo local.

Durante a semana, os trabalhos devem continuar, mas sem o fechamento da passagem. "O escoramento de toda área deve ser feito neste fim de semana, já o reforço da laje pode acontecer durante a semana. Vamos localizar os pontos em que será necessário concretar." 

Sobre a Galeria do Eixo W, Menegotto explica que ela passou por reparos recentes, por causa do metrô. Apesar dessa manutenção, o local também será alvo de estudo para uma licitação voltada para reparos necessários. "Em cerca de 15 dias, a licitação da galeria do Eixo L deverá sair. Na sequência, a licitação do Eixo W também deve ser liberada." O diretor-presidente acredita que, após começarem, as obras devem se alongar entre quatro e seis meses. 
 
Viaduto que caiu continua sendo alvo de estudos(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Viaduto que caiu continua sendo alvo de estudos (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
 

Destino do viaduto


Enquanto a Galeria dos Estados passa por reparos, o local do desmoronamento ainda é alvo de estudos. "Foram instalados sensores no viaduto e em diversos outros pontos da cidade, como as pontes JK, Honestino Guimarães e das Garças", explica Márcio Buzar. Segundo ele, esse equipamento ajuda a monitorar as estruturas, uma vez que detecta vibrações e eventuais deslocamentos na construção. 

Sobre o viaduto, as possibilidades ainda estão em aberto e vão de reparos no local até a demolição e reconstrução do viaduto. Buzar acredita que a situação estará resolvida até o fim deste ano. Menegotto destaca que é necessário aguardar a solução que será apresentada para o DER, "mas demolir uma obra dessas é a última solução", pontua. 

Ainda para esse fim de semana, o diretor-presidente da Novacap acredita que a parte que desmoronou será retirada. "Esse trabalho deve ser feito durante a madrugada no fim de semana", projeta. Menegotto explica que a ação não envolve nenhum risco para a população e deve levar entre 10 e 15 horas. 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade