Publicidade

Correio Braziliense

Homem é preso após beijar criança de 3 anos na Vila Planalto

O caso aconteceu na noite de segunda-feira (26/2) e foi presenciado pelo pai da criança e por moradores da região


postado em 27/02/2018 11:15 / atualizado em 27/02/2018 16:46

Um homem de 43 anos que beijou uma criança de 3 foi preso na noite da última segunda-feira (26/2). De acordo com a Polícia Militar, ele tentou fugir após o flagrante na Vila Planalto. Contudo, após pegar carona em um carro, uma equipe da corporação conseguiu encontrá-lo.

O crime foi presenciado pelo pai da garota e por pessoas que estavam por perto. Apesar de terem tentado segurar o homem, ele conseguiu sair correndo. A PM foi acionada e começou um cerco pela região.

Ainda segundo a corporação, o acusado pretendia se esconder no mato, depois tentou ir para casa. Em ambos os casos, fugiu porque havia carros de polícia na região. Foi então que pegou carona em um veículo e tentou sair da região administrativa.

O homem foi levado para 5ª Delegacia de Polícia e a criança, ao Instituto de Medicina Legal (IML). A unidade apura se a ocorrência pode ser considerada como estupro de vulnerável.

Outros casos

Em 21 de fevereiro, um homem foi preso após ser acusado de estuprar a enteada de 8 anos. O assédio aconteceu na casa da vítima, no último dia 12, mas a criança contou para a mãe no dia da prisão. O caso foi enquadrado no crime de estupro de vulnerável, que inclui "crianças menores de 14 anos ou pessoas que tenham algum tipo de enfermidade ou deficiência mental, que não têm o necessário discernimento para a prática do ato, ou que, por qualquer outra causa, não podem oferecer resistência", conforme informou a Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF).

Do total de 883 ocorrências de estupro no Distrito Federal, entre janeiro e dezembro de 2017, 340 foram praticadas contra vulneráveis. No mês passado, houve o registro de 41 casos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade