Publicidade

Correio Braziliense

Galeria dos Estados: análise da UnB deve ficar pronta na próxima quarta

Universidade de Brasília coletou material do viaduto que desabou na galeria dos estados; resultado da análise vai definir se a estrutura será reparada, ou demolida


postado em 01/03/2018 16:15 / atualizado em 01/03/2018 16:17

O viaduto desabou em 6 de fevereiro e abriu uma cratera no Eixão Sul(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
O viaduto desabou em 6 de fevereiro e abriu uma cratera no Eixão Sul (foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
 

O Governo do Distrito Federal (GDF) deve divulgar o resultado da análise do material coletado do viaduto da Galeria dos Estados na quarta-feira (7/3). A partir da avaliação, realizada pela Universidade de Brasília (UnB), será possível determinar se a estrutura será reparada ou demolida. A estrutura desabou em 6 de fevereiro e abriu uma cratera no Eixão Sul. O relatório será apresentado durante coletiva à imprensa, na reitoria da universidade.  
 
 
Até o momento, os órgãos escoraram a estrutura pendente, desobstruíram a passagem de pedestres subterrâneas, instalaram desvios de acesso ao Eixão Sul e removeram a parte do viaduto que despencou. Ainda não há estimativa de quanto foi gasto para realizar as obras. A justificativa, de acordo com o DER, é de que os pagamentos estão sendo realizados por administração direta, e, por isso, ainda não foi possível compilar os valores.  

Prejuízos 

Com o desabamento, dois restaurantes e quatro carros ficaram destruídos. O executivo local se reuniu com os proprietários dos bens e afirmou que eles serão ressarcidos. Na terça-feira (27/2), os donos dos estabelecimentos Floresta e Nosso Lar, foram até o Palácio do Buriti conversar com o secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio, e a com a procuradora-geral do DF, Paola Aires. Na reunião, ambos disseram que os danos e os lucros cessantes serão pagos aos empreendedores.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade