Publicidade

Correio Braziliense

Após cinco anos de atraso, GDF entrega ponte do Córrego Monjolo

Obra beneficia cerca de 30 mil moradores dos Núcleos Rurais Casa Grande e Monjolo


postado em 03/03/2018 13:52 / atualizado em 03/03/2018 13:54

A travessia, de 12 metros, liga o Recanto das Emas ao Gama(foto: Toninho Tavares/Agência Brasília)
A travessia, de 12 metros, liga o Recanto das Emas ao Gama (foto: Toninho Tavares/Agência Brasília)


O Governo de Brasília entregou, neste sábado (3/3), uma ponte sobre o Córrego Monjolo, na área rural do Recanto das Emas. Orçado em R$ 325.419,37, o projeto acabou entregue só cinco anos depois do esperado. A demora ocorreu porque os trabalhos foram paralisados em 2013, quando a executora do contrato abandonou a empreitada. 

O projeto foi retomado em agosto de 2017, quando a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap)  contratou outra empresa para finalizar os trabalhos. A entrega realiza um desejo antigo. A travessia, de 12 metros, liga o Recanto das Emas ao Gama, e facilita o escoamento da produção de pequenos agricultores da região, que abriga mais de 30 mil pessoas residentes nos Núcleos Rurais Casa Grande e Monjolo.

A inauguração oficial ocorreu neste sábado, mas o tráfego sobre a travessia estava liberado desde o começo do mês passado, quando a obra foi concluída. Antes, a população usava toras de madeira para atravessar o córrego, o que dificultava a passagem de grandes carros, como vans e ônibus escolares. 

Pontes na área rural do DF

Com essa entrega, já são quatro novas pontes na área rural construídas desde 2015. Duas aproximam o Gama e Santo Antônio do Descoberto (GO), e beneficiam a comunidade do Maracanã e do Serra Dourada. Outra permite a passagem dos moradores do Padre Lúcio, ligando Brazlândia a Águas Lindas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade