Publicidade

Correio Braziliense

Cadeira criada por designer de Ceilândia será exposta em Milão

Móvel criado pelo designer Marcelo Bilac foi escolhido para participar de um dos principais eventos do setor na Itália


postado em 07/03/2018 06:00 / atualizado em 07/03/2018 11:07

Era para ser apenas um móvel com formato divertido, mas quis o destino que a “cadeira boomerang”, criada pelo designer Marcelo Bilac, 39 anos, morador de Ceilândia, fosse inscrita de última hora e acabasse selecionada como uma das 40 obras expostas em Milão, no evento Brazil S/A, que acontece dentro da programação da feira de design Fuorisalone e paralelamente ao Salão Internacional do Móvel e ao Design Week, todos na cidade italiana. Veja as fotos:

Ver galeria . 10 Fotos Cadeira criada pelo designer Marcelo Bilac, 39 anos, morador de Ceilândia, será uma das 40 obras expostas em MilãoBárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press
Cadeira criada pelo designer Marcelo Bilac, 39 anos, morador de Ceilândia, será uma das 40 obras expostas em Milão (foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press )
 

Marcelo conta que a ideia de criar a cadeira surgiu enquanto estava sentado no sofá da casa da mãe, pensando em uma nova peça. O designer ficou imaginando uma forma que pudesse ter características visuais de impacto e funcionalidade e que lembrasse algo festivo.

“Queria que tivesse algum elemento de diversão, porque era próximo aos aniversários dos meus filhos. A gente fazia carrinho de rolimã, por isso pensei em ser algum brinquedo. Aí me lembrei do bumerangue, que tem uma forma legal, pensei que poderia virar algum elemento. Vi um desenho original no Instagram e fui pensando no conceito.”

Croqui da peça: conceito bem definido e refinado(foto: Reprodução)
Croqui da peça: conceito bem definido e refinado (foto: Reprodução)


De acordo com o designer, uma obra deve “contar alguma história” para fazer sentido a quem a criou, por isso ele tratou de amarrar as ideias e partiu para a pesquisa. Vendo que não havia nada do tipo no país, e atrelando a peça à história dos filhos, foi só começar a desenhar.

Marcelo fala que gosta de associar os trabalhos ao momento que está vivendo e que pensa sempre em achar algo original. “Quando peguei o papel, vieram-me duas questões: ‘Não desenhei uma cadeira bacana ainda’ e queria que fosse algo que remetesse ao momento. Nesse caso, teve o elemento da infância, de comemoração, por causa do aniversário dos meus filhos.”

“O acabamento industrial, muito atual no design mundial, foi o fator principal para a seleção da peça. Os metais e parafusos cumprem a função estrutural, que é finalizada com assento em couro preto, o que valoriza as formas e confere conforto à peça”, destaca a porta-voz do Brazil S/A, a produtora Neia Paz.

A “cadeira boomerang” tem três partes em madeira com formato de bumerangue. Elas são usadas como pés, apoio lateral e suporte do encosto do móvel. O utensílio possui também peças de metal e aço. Inicialmente o assento seria em formato circular, mas Marcelo decidiu mudar durante a execução do projeto. “Funcionou melhor o assento mais quadrado.”

O objeto embarcou de navio para a Europa no último dia 27 e deve chegar à Itália no fim de março. A edição deste ano do Brazil S/A acontece de 16 e 22 a abril. A cadeira foi construída em abril do ano passado e já foi exposta em duas feiras de design de São Paulo entre julho e agosto de 2017.

Este é o segundo ano consecutivo que o designer tem uma peça selecionada para a exposição, mas será a primeira vez que ele estará presente no evento como autor de um trabalho. No ano passado, ele conseguiu emplacar o “banco-cavalete”, mas o alto custo da viagem e os compromissos no Brasil impediram a ida a Milão. Em 2016 ele chegou a ir à feira, porém apenas para apoiar o colega Aciole Félix.

“Ano passado mandei três trabalhos e selecionaram o cavalete, infelizmente não pude ir. Neste ano, falaram para me inscrever de novo, aí eu disse que estava muito em cima, que só tinha a “boomerang”. Eu me inscrevi e deu certo. Neste ano eu vou.”

Brazil S/A


Evento paralelo ao Design Week, o Brazil S/A foi criado em 2010 para estimular o design nacional, criar relações entre os autores brasileiros e o mercado internacional e gerar negócios. A feira acontece ao longo de sete dias, sendo um deles aberto apenas à imprensa, em um espaço de 1,2 mil m² dentro da Università Degli Studi di Milano.

No ano passado, foram 110 mil visitantes, com 615 jornalistas. A programação conta com a exposição das peças selecionadas, coquetéis, brunches e palestras. O Design Week é considerado o maior evento de decoração do mundo, envolvendo mais de 300 mil profissionais.

“No evento criamos diversas áreas expositivas com obras de designers exclusivamente brasileiros, e durante a inteira semana promovemos ações através das empresas patrocinadoras com o objetivo de promover o design nacional”, afirma a porta-voz do Brazil S/A, Neia Paz.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade