Publicidade

Correio Braziliense

Polícia divulga retratos falados de suspeitos de tentativa de sequestro

Os criminosos tentaram levar a força uma criança de seis anos e a mulher que a acompanhava reagiu. Ela só não foi assassinada, porque a arma de um dos bandidos falhou


postado em 09/03/2018 11:40 / atualizado em 09/03/2018 12:41

A mulher tem cerca de 38 anos e cabelo loiro avermelhado (foto: PCDF/Divulgação)
A mulher tem cerca de 38 anos e cabelo loiro avermelhado (foto: PCDF/Divulgação)

Imagens de um casal suspeito de tentar matar uma mulher e sequestrar uma criança foram divulgadas pela Polícia Civil do Distrito Federal, na tentativa de identificá-los. Segundo a investigação, o crime ocorreu por volta das 10h dessa quarta-feira (7/3) no Setor O, em Ceilândia.

 

De acordo com informações prestadas pela vítima, que é dona de uma creche, ela andava pela QNO 4/6 com seis crianças, quando foi abordada por três homens e uma mulher loira. Segundo a vítima, os suspeitos estavam dentro de um veículo Hyundai Tucson, de cor prata.  

 

Um dos suspeitos tentou atirar contra a vítima, mas a arma de fogo falhou(foto: PCDF/Divulgação)
Um dos suspeitos tentou atirar contra a vítima, mas a arma de fogo falhou (foto: PCDF/Divulgação)
 

 

Um dos criminosos desceu do veículo, com a arma na mão e tentou puxar uma das crianças, de 6 anos de idade, e jogá-la dentro do automóvel. A dona da creche reagiu e conseguiu puxar o menino de volta pelo braço. Em seguida, os suspeitos fugiram, mas a mulher loira mandou o comparsa matar a empresária. O disparo, no entato, falhou e os suspeitos fugiram.  

 

Polícia pede ajuda para identificar criminosos

 

A vítima relatou aos investigadores, que os três homens aparentam ter pouco mais de 20 anos e a mulher cerca de 38 anos, com cabelo loiro avermelhado. Quem tiver informações sobre os suspeitos, podem entrar em contato com a Polícia Civil nos seguintes canais: 197 Denúncia On-line, no telefone 197, por e-mail: denuncia197@pcdf.df.gov.br ou pelo WhatsApp (61) 98626-1197.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade