Publicidade

Correio Braziliense

Festa da Goiaba atrai visitantes e movimenta setor

O evento ocorre até amanhã, em Brazlândia. A festa conta com a venda da fruta, de doces e de sucos, além de atrações musicais e praça de alimentação


postado em 10/03/2018 18:32 / atualizado em 10/03/2018 18:45

Vinícius, 2 anos, aproveitou a festa e não esperou chegar em casa para saborear uma goiaba(foto: Ed Alves/CB/D.A. Press)
Vinícius, 2 anos, aproveitou a festa e não esperou chegar em casa para saborear uma goiaba (foto: Ed Alves/CB/D.A. Press)

As goiabeiras dão a fruta o ano todo, mas é entre fevereiro e abril que ocorre a grande safra. Com uma área de 280 hectares e aproximadamente 80 produtores, Brazlândia é a principal região produtora no DF. A fim de divulgar o setor, que atua há mais de 40 anos e conseguir alcançar um mercado consumidor maior, surgiu a Festa da Goiaba. Esta é a terceira edição do evento, que se encerra nesse domingo (11/3).
 
Na chácara da família Takagi, no período mais produtivo, chega-se a colher até 200 caixas de goiaba por dia, com 20kg cada. A rotina intensa dura aproximadamente um mês, totalizando uma média de 120 toneladas da fruta colhida no período. "Sobra goiaba no pé. É tanta, que não tem para onde escoar. A feira vem ajudando neste sentido, por causa da divulgação, mas ainda tem de melhorar essa logística de exportação para ser mais rentável", alertou o produtor Alexandre Takagi, 40 anos.
  
Outros 20 produtores rurais comercializam a fruta, além de doces, sucos, licores, tortas e geleias. Com uma receita de família, Lúcia Vaz, 44 anos, produz o doce de goiaba cascão, feito no forno à lenha, com tempo médio de 3 horas para produzir uma receita de 10kg. "Os meus pais criaram a receita e hoje guardamos a sete chaves. É um negócio de família: primas, filhas, tias se unem para fazer o doce. E é o maior sucesso", conta Lúcia.
 
Ela participa da feira desde a primeira edição. No ano passado, chegou a vender 180kg de doce, um faturamento de aproximadamente R$ 5 mil. "Para este ano, produzimos uns 400kg. Vamos vender tudo", garantiu.
 
O local ainda conta com exposição e venda de flores, comercialização de outras frutas, praça de alimentação e shows para animar o público, que deve chegar a mil pessoas por dia, segundo a organização.

O policial militar Lucas da Palma (31) e o médico Abdias Aires (55) saíram do Sudoeste e foram até Brazlândia para participar do evento. "Vale a pena sair de longe para aproveitar uma opção diversificada de lazer e ajudar a nossa produção local", afirmou Lucas. O casal voltou para casa de sacolas cheias. "Produtos bons, preço baixo e um espaço excelente. Espero que mais gente venha aproveitar", completou Abdias. 
 
E quem aproveitou bastante foi o pequeno Vinícius, 2. Andando tranquilamente entre os estandes da feira, comia com gosto uma goiaba, fazendo dela não só a refeição, mas um momento de diversão. "Ele adora goiaba, vim por conta dele, não teve jeito", contou o pai, Junivan Mamed (41). 
 
Ver galeria . 14 Fotos Vinícius, 2 anos, aproveitou a festa e não esperou chegar em casa para saborear uma goiabaEd Alves/CB/D.A.Press
Vinícius, 2 anos, aproveitou a festa e não esperou chegar em casa para saborear uma goiaba (foto: Ed Alves/CB/D.A.Press )
 
A festa começa às 10h na Associação Rural e Cultural Alexandre de Gusmão, localizada na BR-080, Km 13, Núcleo Rural Alexandre de Gusmão, Incra 6. A entrada é de graça. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade