Publicidade

Correio Braziliense

Em 13 dias, choveu mais de 85% do previsto para março no Distrito Federal

Nesta quarta-feira (14/3), as chuvas continuam. A previsão é tempo fechado com trovoadas em áreas isoladas


postado em 14/03/2018 07:40 / atualizado em 14/03/2018 09:04

Em 20 de março, o outono começa. Com isso, principalmente na região do DF, o tempo deixa, gradualmente, de ser quente e úmido para frio e seco(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Em 20 de março, o outono começa. Com isso, principalmente na região do DF, o tempo deixa, gradualmente, de ser quente e úmido para frio e seco (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
 

Março promete ter chuvas acima da média no Distrito Federal. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 157,8 milímetros dos 180,6mm previstos para o mês, mais de 85% do total. Em fevereiro, as precipitações também ultrapassaram a expectativa de precipitações e marcaram o período mais chuvoso da década. Foram 270mm, cerca de 25% a mais dos 217,mm esperados.  

 

Mesmo com a intensidade das chuvas, os brasilienses devem se preparar para o período de transição entre tempo úmido e seco. Em 20 de março, o outono começa. Com isso, principalmente na capital federal, o tempo deixa, gradualmente, de ser quente e úmido para frio e seco. A tendência é de que as precipitações diminuam cada dia mais e cessem até a primeira quinzena de maio. Em seguida, as chuvas só devem voltar a capital em setembro.  

 

Nesta quarta-feira (14/3), os brasilienses terão mais um dia marcado pelas chuvas. A previsão é de que o céu fique nublado a encoberto com chuvas e trovoadas em áreas isoladas. Os termômetros registraram temperatura mínima de 18°C durante a madrugada e podem marcar até 30°C. A umidade relativa do ar deve ficar entre 95% e 45%.

 

Abastecimento 

 

A grande quantidade de chuva traz alívio aos reservatórios que abastecem o DF. De acordo com o último relatório, divulgado pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico nesta terça-feira (13/3), o reservatório do Descoberto estava com 63,5% da capacidade total e o de Santa Maria com 45,2%.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade