Publicidade

Correio Braziliense

Jovem de 19 anos fica ferido após ser atropelado no Eixo Monumental

Três das seis faixas precisaram ser interditadas durante o socorro. O trânsito ficou congestionado


postado em 15/03/2018 08:43 / atualizado em 15/03/2018 11:12

Glauber Victor Ferreira da Silva, 19 anos, atravessava a via em direção aos quartéis do exército, onde trabalha(foto: CBMDF/Divulgação)
Glauber Victor Ferreira da Silva, 19 anos, atravessava a via em direção aos quartéis do exército, onde trabalha (foto: CBMDF/Divulgação)
 

Um militar do Exército Brasileiro, de 19 anos, ficou ferido após ser atropelado no Eixo Monumental. Segundo o Corpo de Bombeiros, Glauber Victor Ferreira da Silva foi atingido por um GM Onix Prata. O acidente ocorreu por volta de 7h30, na via sentido Rodoviária Plano Piloto.  

 

A motorista Cristiane Botelho de Andrade, 42 anos, atingiu a vítima ao mudar de faixa. Glauber atravessava a via em direção aos quartéis do exército. O Corpo de Bombeiros socorreu o rapaz e o transportou para o Hospital de Base. Ele apresentava dores nos membros superiores, mas estava orientado e estável.  

 

Das seis faixas do local, três precisaram ficar interditadas durante o socorro. O trânsito ficou congestionado devido ao horário, que tem grande movimentação de veículos. Após o atendimento dos bombeiros, duas faixas ainda permaneceram interditadas para perícia. A Polícia Militar ficou no local para organizar o tráfego.  

 

Morte no Eixo Monumental 

 

Na semana passada, na terça-feira (7/3), uma idosa de 74 anos também foi vítima de um atropelamento no Eixo Monumental. Rose Marie foi atingida pelo carro, um Peugeot 208, conduzido por Juliana Guimarães Cirillo, 22 anos. A motorista perdeu o controle da direção do veículo, que, após atingir a idosa, capotou. Juliana precisou ser retirada das ferragens por socorristas do Corpo de Bombeiros. 

 

Rose Marie foi transportada para o Hospital de Base, mas não resistiu aos ferimentos e morreu cerca de 5 horas após o acidente. A 5ª Delegacia de Polícia (Área Central) investiga o caso. Os agentes tentam identificar se a condutora tinha ingerido algum tipo de entorpecente.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade