Publicidade

Correio Braziliense

Polícia Civil recolhe 30 mil CDs e DVDs piratas, maior apreensão do DF

Ao todo, a corporação encontrou 30 mil CDs e DVDs que seriam usados para gravações piratas. Também foram apreendidos computadores, impressoras e torres gravadoras


postado em 20/03/2018 22:05 / atualizado em 20/03/2018 22:07

Foram apreendidas 30 mil mídias para produção de CDs e DVDs piratas, além de impressoras, gravadoras e computadores(foto: PCDF/Divulgação)
Foram apreendidas 30 mil mídias para produção de CDs e DVDs piratas, além de impressoras, gravadoras e computadores (foto: PCDF/Divulgação)

Uma fábrica de produção de CDs e DVDs piratas foi desmantelada, nesta terça-feira (20/3), pela Operação Perfídia, da Polícia Civil do Distrito Federal. Por meio de uma denúncia anônima, apontando a venda dos produtos com violação dos direitos autorais, na Feira dos Importados de Taguatinga, uma equipe se dirigiu até o local, onde encontrou a suspeita de montar o esquema. 
 
De acordo com a corporação, a mulher, de 30 anos, foi abordada pelos agentes e, em seguida, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão no Itapoã, cidade em que havia imóveis vinculados à autora. Ela é investigada como sendo a responsável por montar computadores em série e fazer do quintal da residência uma fábrica para produção em larga escala de produtos piratas. 
 
Durante a operação, foram apreendidas aproximadamente 30 mil mídias piratas, diversas impressoras, computadores e torres gravadoras de CDs e DVD. De acordo com Polícia Civil, essa é a maior apreensão relacionada a produções piratas na história do Distrito Federal. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade