Publicidade

Correio Braziliense

Manutenção em ar-condicionado começou em janeiro, diz Secretaria de Saúde

Reação da pasta vem após críticas do Ministério Público de Contas , que alertou o governo em dezembro sobre a fragilidade do sistema de refrigeração em dois hospitais do DF


postado em 29/03/2018 11:26

Hospital de Base, onde oito salas de cirurgias ficaram com o funcionamento parcialmente interrompido(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Hospital de Base, onde oito salas de cirurgias ficaram com o funcionamento parcialmente interrompido (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)

 
Após críticas do Ministério Público de Contas do Distrito Federal (MPC-DF), que alertou a Secretaria de Saúde sobre o comprometimento do sistema de ar-condicionado dos hospitais de Base e Regional do Gama, em dezembro do ano passado, o Executivo local garante que o serviço de manutenção dos aparelhos foi iniciado em em janeiro. Contudo, o governo ainda não destaca prazo para que a refrigeração volte a funcionar normalmente. 
 
A Secretaria de Saúde trata o problema de forma separada. No caso do Hospital de Base, onde oito salas de cirurgias ficaram com o funcionamento parcialmente interrompido, a pasta explica  "planejou e realizou" há dois meses o processo de contratação para manutenção do sistema de refrigeração da unidade, mas  não detalha a data. "Parte dos equipamentos já foram adquiridos, entregues e estão em processo de instalação", destaca nota. 
 
Os contratos de manutenção foram assinados após a reforma administrativa da unidade médica. Lá, as cirurgias eletivas estão suspensas. "As cirurgias eletivas de pacientes que aguardam no domicílio foram remarcadas, para permitir a intervenção necessária no centro cirúrgico, que já tem sua refrigeração normalizada", ressalta o texto. 
 
No Hospital Regional do Gama, a crise do ar-condicionado atingiu a unidade de terapia intensiva. O contrato de manutenção do sistema foi licitado no dia 15 de janeiro de 2018, quase um mês depois da inspensção do MPC-DF. "A previsão para a abertura das primeiras ordens de serviço para manutenção é o dia 15 de abril. Nenhuma cirurgia precisou ser suspensa em função de falha do sistema de ar condicionado da unidade", conclui a nota da Secretaria de Saúde.
 

"Precário" 
 

O MPC-DF alertou a direção do Hospital de Base sobre as falhas no sistema de ar-condicionado em dezembro do ano passado, após inspeção na unidade médica. O órgão de controle constatou que o aparelho "se mostra precário" e "podendo levar riscos à população", como o Correio noticiou nesta quarta-feira (28/3). 

Mesmo com os avisos, segundo o MPC-DF, nada foi feito. "Apesar de passados cerca de três meses, não há sinais de que a situação tenha se alterado. Ao contrário, noticia-se, nesta data, que houve uma pane geral no sistema de ar-condicionado do hospital, com nítido prejuízos à população", escreveu a procuradora-geral do MPC-DF, Cláudia Fernanda de Oliveira Pereira, em ofício.  
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade