Publicidade

Correio Braziliense

Metroviários convocam assembleia com indicativo de greve neste domingo

O movimento está marcado para acontecer às 20h30, na Praça do Relógio, em Taguatinga


postado em 08/04/2018 14:37

A reunião acontece três meses após os metroviários permaneceram 40 dias em greve(foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
A reunião acontece três meses após os metroviários permaneceram 40 dias em greve (foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
 
Os funcionários da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) decidem neste domingo (8/4) se cruzarão os braços. Representantes da categoria reivindicam reajuste salarial e recebimento do retroativo referente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que, de acordo com o Sincicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários do DF (Sindimetro-DF), está congelado desde 2015.  
 
A reunião está marcada para acontecer às 20h30, na Praça do Relógio, em Taguatinga. O movimento acontece três meses após os metroviários permaneceram 40 dias em greve. A categoria voltou a trabalhar em 19 de dezembro do ano passado por determinação do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10). O plenário da Corte entendeu que a paralisação era legal, mas decidiu que o serviço deveria voltar para não prejudicar ainda mais a população.  
 
À época, a Justiça determinou que o Metrô-DF garantisse o reajuste de 8,4% aos metroviários em até 90 dias, além de estipular o prazo de 12 meses para o pagamento do retroativo. Com isso, as reivindicações da categoria foram contempladas.  
 
A assessoria de comunicação do Metrô-DF informou que cabe a Justiça analisar o reajuste do salário dos funcionários. Em relação a outras possíveis reinvindicações, a empresa diz estar aberta a negociações com os representantes da categoria.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade