Publicidade

Correio Braziliense

Sargento da PM com leucemia precisa de doações de sangue

O militar teve diagnóstico de leucemia aguda e está internado no Hospital Anchieta. Ele precisa de 16 doadores diariamente


postado em 10/04/2018 10:13 / atualizado em 10/04/2018 14:58

 

O sargento Antônio Osair Crescêncio da Silva, do 10º Batalhão de Polícia Militar (Setor de Indústrias em Ceilândia), está internado no Hospital Santa Lúcia (916 Sul) após descobrir ter leucemia aguda, em março. Diariamente, o militar precisa de 16 doadores de sangue, o equivalente a duas bolsas de plaquetas.

 

De acordo com o sargento Crescêncio, irmão de Antônio, o diagnóstico ocorreu após o militar se deslocar a uma unidade de saúde por conta de um mancha roxa no cotovelo. "Quando os exames saíram, apontou leucemia aguda. Desde então, ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva. Pelo menos o estado dele é estável", relata o familiar.

 

Apesar da gravidade da doença, parentes não perdem a fé na recuperação dele. Por isso, organizam carreatas para conseguirem doadores. A última saiu do Recanto das Emas em direção à Hemoclínica, localizada ao lado do Santa Lúcia. "Graças a Deus, estamos conseguindo doadores, isso nos deixa muito felizes. Tenho muita confiança de que Deus é fiel e irá ajudar o meu irmão a se curar", diz Crescêncio. Quem quiser e puder ajudar (leia abaixo), é só procurar a Hemoclínica e dar o nome do sargento. 

A doença

Leucemia aguda é um tipo de câncer grave no sangue, que pode ganhar os nomes de mielóide ou linfóide — de acordo com as células sanguíneas afetadas. O tratamento da doença é desenvolvido por meio de transfusões de sangue e quimioterapia. 

 

Esse tipo de câncer é mais comum em crianças e adultos. Os principais sintomas são: cansaço; fraqueza, indisposição; manchas roxas pela pele; sangramento pelo nariz; emagrecimento sem causa; suor; febre; dor nos ossos e de cabeça; tosse; e no caso das mulheres, aumento do fluxo menstrual. Se notados os sintomas, deve-se buscar um médico imediatamente. 

Como ajudar 

Hemoclínica (916 Sul — ao lado do Santa Lúcia)  

De segunda a quinta-feira, das 7h às 12h

Sexta-feira, das 7h às 16h

Sábados, das 7h às 11h30

Estacionamento gratuito mediante comprovante de doação

Mais informações: 3346-9788

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade