Publicidade

Correio Braziliense

Pista embaixo da Ponte do Bragueto terá um sentido bloqueado nesta quinta

A partir das 10h30 desta quinta-feira (12/4), intervenções serão feitas para a construção das pontes paralelas à estrutura. Interdição deve durar até 30 de junho


postado em 11/04/2018 09:56 / atualizado em 11/04/2018 19:19

A velocidade da via também mudará: passará de 60km/h para 50km/h(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
A velocidade da via também mudará: passará de 60km/h para 50km/h (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
 
Os motoristas do Distrito Federal que passarem nas pistas embaixo da Ponte do Bragueto devem ficar atentos a mudanças no trânsito. A partir das 10h30 desta quinta-feira (12/4), a via no sentido da W3 para a L2 será totalmente fechada. As intervenções serão feitas para a construção das pontes paralelas à estrutura, prevista na obra do Trevo de Triagem Norte.  

A outra pista, próxima ao Lago Paranoá, passará a ser de mão dupla. Uma faixa ficará disponível para quem quiser seguir para da L2 ou da L4 para a W3. As outras duas atenderão o sentido oposto. A previsão é de que a interdição dure até 30 de junho, mas existe a possibilidade de a via ser liberada antes disso.
 
O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) informou que a velocidade máxima no trecho de obras passará de 60km/h para 50km/h. A mudança estava prevista para esta quarta-feira (11/4), porém, por causa das chuvas, não foi possível instalar a sinalização necessária no lugar. 
 
Veja como funcionará a mudança:
 
 

Trevo de Triagem Norte 

 
O Trevo de Triagem Norte é composto por 16 obras: duas pontes e 14 viadutos. O objetivo é distribuir o fluxo de veículos com destino ao Plano Piloto, com acesso ao Eixão Norte e Sul, à W3, aos Eixinhos Leste e Oeste e à L2.  
 
O valor das obras está estimado em R$ 207 milhões. Desse montante, R$ 146 milhões são do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), R$ 51 milhões de contrapartida do Governo do Distrito Federal e R$ 10 milhões da Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap).
 
Com informações da Agência Brasília 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade