Publicidade

Correio Braziliense

Moradores do Varjão recebem 405 escrituras do GDF

A iniciativa faz parte do programa Habita Brasília, que regularizou mais de 47 mil terrenos desde o início deste governo


postado em 14/04/2018 10:01 / atualizado em 14/04/2018 13:06

O governador do DF, Rodrigo Rollemberg, participou da cerimônia neste sábado (14/4). A meta é entregar 63 mil documentos até o fim do mandato(foto: Pedro Ventura/Agência Brasília)
O governador do DF, Rodrigo Rollemberg, participou da cerimônia neste sábado (14/4). A meta é entregar 63 mil documentos até o fim do mandato (foto: Pedro Ventura/Agência Brasília)

Na manhã deste sábado (14/4), o governador Rodrigo Rollemberg participou da cerimônia de entrega de 405 escrituras de doação, no Varjão. O evento começou às 9h, na Praça de Múltiplas Funções da Quadra 2, e contou com a participação do diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab), Gilson Paranhos, e do secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade.

Desde 2015, o governo já distribuiu mais de 49 mil documentos. No último ano, foram quase 19 mil. Até o fim da gestão, o Executivo local pretende conceder cerca de 63 mil documentos, número equivalente à quantidade de escrituras que foram entregues durante toda a história do Distrito Federal.

As escrituras, segundo as autoridades, têm o objetivo de contribuir para uma capital cada vez mais regularizada. “Tem sido assim em todo o DF: entregamos escrituras para pessoas que esperam por isso há 10, 20, 30 anos. Isso representa tranquilidade e segurança para as famílias, além da valorização do patrimônio”, disse Rodrigo Rollemberg.

A regularização fundiária faz parte do Lote Legal, uma das frentes de atuação do Habita Brasília, programa habitacional que tem como objetivo proporcionar moradia digna aos cidadãos, considerando o planejamento das cidades e o combate à grilagem. A escritura, oferecida pela Codhab, é gratuita para famílias com renda de até três salários mínimos e garante o reconhecimento judicial de que os moradores são realmente proprietários de seus imóveis.

Com informações da Agência Brasília e da Codhab

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade