Publicidade

Correio Braziliense

Aluna de escola pública é premiada pela Sociedade Brasileira de Cartografia

Ilustração feita pela estudante Amanda Cristina Silva, 16 anos, foi escolhida como uma das três melhores em concurso aberto para escolas de todo o Brasil


postado em 15/04/2018 12:07 / atualizado em 15/04/2018 12:24

Amanda ficou em terceiro lugar na categoria de 13 a 15 anos. Sua ilustração vai concorrer a prêmio internacional(foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília)
Amanda ficou em terceiro lugar na categoria de 13 a 15 anos. Sua ilustração vai concorrer a prêmio internacional (foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília)

A Sociedade Brasileira de Cartografia premiou uma estudante do Centro Educacional 310, de Santa Maria, com o Prêmio Professora Lívia de Oliveira, no concurso Cartografia para Crianças. Voltado para alunos dos ensinos fundamental e médio de todo o Brasil, de escolas das redes municipal, estadual e privada, os estudantes têm de fazer desenhos que unam princípios cartográficos à cultura nacional ou internacional.

Usando corrupção como tema, a aluna do segundo ano do ensino médio, Amanda Cristina Silva, 16 anos, ficou em terceiro lugar na categoria de 13 a 15 anos de idade. Ela é a primeira estudante do DF a ser nominada no prêmio. Ela tinha 15 anos quando produziu o trabalho. Por intermédio de voto popular, seu desenho foi escolhido como um dos melhores.

No período de preparação para o prêmio, Amanda foi incentivada por professoras de geografia e artes, que a fizeram refletir sobre a percepção que ela tinha do mundo e do Brasil. A professora de geografia Vânia Souza ficou lisonjeada pela conquista da aluna. “O trabalho dela é muito provocador, um desenho forte para o momento que a gente vive. É muito interessante ver a percepção da criança no desenho”, comentou.

Além da premiação, a ilustração de Amanda vai concorrer ao Prêmio Barbara Petchenik de Mapas Infantis — oferecido pela International Cartographic Association (Associação Internacional de Cartografia), que ocorrerá em Tóquio, no Japão. Para a aluna, a repercussão do seu desenho está sendo uma surpresa. “Eu achava que era só um desenho para as aulas das duas professoras. Quando a Vânia ficou sabendo, veio me procurar dizendo que ele ia para o Japão. Fiquei muito feliz porque eu não esperava”, disse.

Próxima edição

A edição de 2018 do prêmio oferecido pela Sociedade Brasileira de Cartografia está em andamento. Os alunos interessados têm até 30 de junho para enviar as ilustrações. Dos desenhos recebidos, os cem melhores são escolhidos pelos organizadores, e concorremao prêmio Professora Lívia de Oliveira. Os três mais votados por pessoas que visitam mostras itinerantes promovidas pela Sociedade Brasileira de Cartografia serão os vencedores.

Todos os desenhos devem ser individuais. São quatro categorias, divididas por faixas etárias: menores de 6 anos; de 6 a 8 anos; de 9 a 12 anos; de 13 a 15 anos. Serão julgados a qualidade de execução, a mensagem e o conteúdo cartográfico do desenho.

Com informações da Agência Brasília

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade