Publicidade

Correio Braziliense

Terracap divulga preço de lotes no condomínio Solar de Brasília

Condomínio da região do Jardim Botânico entra na lista do processo de venda direta. Descontadas as benfeitorias, cada terreno deve custar R$ 188 mil


postado em 26/04/2018 06:00 / atualizado em 02/05/2018 18:38

Moradores do loteamento não escondem a ansiedade pela regularização dos imóveis: financiamento em 240 meses (foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press )
Moradores do loteamento não escondem a ansiedade pela regularização dos imóveis: financiamento em 240 meses (foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press )

 

Mais de 1.250 novas famílias estão a poucos passos de conseguir a regularização de seus lotes. A Terracap publica hoje o edital de chamamento para as vendas diretas dos terrenos no Condomínio Solar de Brasília, na região do Jardim Botânico. Os interessados têm 30 dias para preencher a proposta de compra.

Pelo valor de mercado, usada na definição do preço médio do imóvel, um lote de 800m² na região custa aproximadamente R$ 398,5 mil. Com o abatimento dos gastos de infraestrutura feitos pelos moradores e da valorização decorrente desses investimentos, o custo ficou em R$ 188 mil.

O aposentado Américo Hom, 63 anos, morador da Quadra 3, julga que os preços estipulados estão dentro do esperado. “Estou bem satisfeito com os valores. O importante é regularizar”, declara. O vizinho Sérgio Belmonte, 66, pensa diferente. “Pagar duas vezes por seu patrimônio é um ultraje”, critica.
Os estabelecimentos comerciais, lotes sem construção ou ocupados recentemente não serão incluídos nesta fase. “Haverá a abertura de editais específicos para estes casos. Em breve vamos lançar o procedimento para os comerciais”, garantiu o presidente da Terracap, Júlio César Reis.

Facilidade

Pelas regras do GDF, é possível fazer um financiamento direto com a entidade em 240 meses, com taxa de juros de 0,4% ao mês. Quem optar pelo pagamento à vista terá 25% de desconto no valor final do imóvel.
O gerente de projetos Agros Santos, 44 anos, se preparou para ter o dinheiro em mãos quando a regularização viesse. “Desde que me mudei para o Solar, em 2002, vi que em algum momento precisaria gastar mais. Tivemos tempo para nos preparar”, conta.

O presidente da Terracap estima que, até o fim 2018, a regularização fundiária beneficiará mais 9.070 famílias no Distrito Federal, por meio da venda direta. Só em 2017, aproximadamente 5 mil lotes receberem as escrituras dos imóveis, totalizando mais de R$ 211,1 milhões arrecadados com as vendas diretas.

No caminho da legalidade

Confira os próximos passos da regularização fundiária no DF:

 
Condomínio Solar de Brasília
O edital de venda direta, lançado hoje, deve contemplar 1.270 lotes

1ª etapa do Jardim Botânico
O edital de convocação para venda direta vai ocorrer em 15 dias. São cerca de 100 lotes remanescentes que ficaram de fora da regularização de 2007, nos condomínios Portal do Lago Sul, Mansões Califórnia e San Diego

2ª etapa do Jardim Botânico
Aberto o prazo para que moradores de 200 lotes se cadastrem com interesse na venda direta. São imóveis que não entraram na primeira fase da regularização, como os condomínios Estância Jardim Botânico 1 e 2, Jardim Botânico 6, Parque e Jardim das Paineiras e Mirante das Paineiras.

Trecho 1 de Vicente Pires
O processo de cadastro para moradores interessados na venda direta será lançado em maio. Edital de comercialização sai em junho. São 27 condomínios na área em frente ao Jóquei, com 1,5 mil imóveis

Setor Habitacional Bernardo Sayão
Em junho começa o cadastro para moradores e o edital de venda direta sai em julho. Serão aproximadamente 2 mil lotes na Colônia Agrícola Bernardo Sayão, Colônia Agrícola Águas Claras, Colônia Agrícola e API.

Setor Habitacional Arniqueiras
Os prazos são os mesmos dos condomínios Bernardo Sayão. De 7.990 lotes, serão regularizados 4 mil até o fim do ano. Eles ficam na Colônia Agrícola Arniqueiras, Colônia Agrícola Veredão e Colônia Agrícola Vereda da Cruz.

 

Na legalidade

Veja a quantidade de lotes regularizados pela Terracap no ano passado. Houve cerca de 88% de adesão na venda direta dos terrenos disponibilizados.


Condomínio Ville de Montagne
Cerca de 1 mil terrenos no condomínio da região do Lago Sul.

Trecho 3 de Vicente Pires
Aproximadamente 3 mil imóveis na área conhecida como antiga Colônia Agrícola Samambaia

Etapa 2 do Jardim Botânico
Aproximadamente 1 mil lotes nos condomínios Estância Jardim Botânico 1 e 2, Jardim Botânico 6, Parque e Jardim das Paineiras e Mirante das paineiras.

Fonte: Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Terracap)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade