Publicidade

Correio Braziliense

Instrutor de academia baleado por assassino de Jéssyka recebe alta

Pedro Henrique da Silva Torres, 29, foi atingido por três tiros, disparados pelo policial militar Ronan Rego


postado em 10/05/2018 18:47 / atualizado em 10/05/2018 20:02

Pedro Henrique da Silva Torres, 29, foi liberado na tarde desta quinta-feira (10/5)(foto: Divulgação)
Pedro Henrique da Silva Torres, 29, foi liberado na tarde desta quinta-feira (10/5) (foto: Divulgação)
O professor de educação física Pedro Henrique da Silva Torres, 29 anos, recebeu alta do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) e está se recuperando em casa desde a tarde desta quinta-feira (10/5). Ele foi atingido por três tiros no abdome, disparados pelo policial militar Ronan Menezes do Rego, 27, na sexta-feira (4/5), dentro da academia onde trabalha, no Setor O. O PM atirou contra Torres depois de assassinar a ex-noiva, Jéssyka Laynara da Silva Souza, 25, dentro da casa da família, também na região administrativa.

Segundo o pai do professor, José Pedro Corrêa Torres, 55, a família está feliz pela recuperação. "Graças a Deus ele já está em casa, onde poderá se recuperar ao nosso lado. Agora, ele só deve voltar ao hospital para retirar os pontos da cirurgia", disse. 

A princípio, houve a suspeita de que Pedro poderia ter de operar a mão, que também ficou atingida por um dos disparos. Contudo, não houve comprometimento dos movimentos. "Por sorte, não teve danos sérios. Se ele tiver de passar por uma cirurgia na região, será apenas por questão estética. O nosso objetivo é fazer ele se recuperar cada vez mais, para que ele possa voltar à rotina comum", afirmou José Torres.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade