Publicidade

Correio Braziliense

Grupo de capoeira promove ação social no Dia das Mães, no Riacho Fundo

Serão distribuídas cestas básicas para 80 famílias no domingo (13/5), no Riacho Fundo 1, a partir das 8h


postado em 11/05/2018 20:25 / atualizado em 11/05/2018 20:02

Todos os anos o grupo promove ações no Dia das Mães(foto: Reprodução/Facebook)
Todos os anos o grupo promove ações no Dia das Mães (foto: Reprodução/Facebook)

O Dia das Mães será ainda mais especial para as famílias do Riacho Fundo 1. Um evento com entrega de cestas básicas e roda de capoeira será promovido pelo grupo de capoeira Grito de Liberdade, com foco nas mulheres negras, neste domingo (13/5). A ação relembra também os 130 anos do que chamam de "falsa abolição no Brasil".

 

Ao todo, durante a ação social e cultural serão distribuídas cestas básicas para 80 famílias, a partir das 8h. Além dos mantimentos, uma mesa de café da manhã estará à disposição daqueles que visitarem o local. “Queremos também promover uma comunhão entre a comunidade e as pessoas da capoeira na tentativa de dar mais visibilidade para o esporte, desejamos trabalhar o modo como a sociedade vê a capoeira, além de diminuir o preconceito e discriminação”, aponta mestre Cobra, líder do Grito de Liberdade.

 

Mestre Cobra, líder do grupo Grito de Liberdade(foto: Reprodução/Facebook)
Mestre Cobra, líder do grupo Grito de Liberdade (foto: Reprodução/Facebook)
Cobra destaca, ainda, que o projeto busca apoiar essas mulheres não apenas com cestas básicas, mas também oferecendo, por meio da capoeira, suporte nos trabalhos de inclusão, prevenção e recuperação de jovens das ruas. “O resgate da autoafirmação de ser negro é um dos nossos objetivos, mostrar para o afrodescendente que ele não é invisível e, se ele quiser, pode ser médico, advogado, o que sonhar”, elenca.

 

Deusimar Alves, 56 anos, é uma das mulheres negras que receberá o auxílio do grupo neste domingo. Moradora do Riacho Fundo 1, ela conta que os três filhos já participaram de atividades organizadas por mestre Cobra e seu grupo. “Estão ajudando o próximo, preocupam-se principalmente com as crianças de rua. Eles cuidam e se preocupam com os estudos delas. Essa parte de ajudar a comunidade é o que eu mais gosto da ação”, aponta dona Deusa, como gosta de ser chamada.

 

Mestre Cobra conta que o projeto começou em 1999, quando ele “foi resgatado pela capoeira” do mundo das drogas. Desde então, todos os anos, no Dia do Trabalhador, celebrado 1º de maio, o grupo recebe doações de alimentos que são doados no Dia das Mães. “Desde o primeiro evento, que eu não sabia nem que estava fazendo uma ação social, eu tento transformar tudo que eu fazia de errado em algo bom”, conclui.”

 

Anote

 

Evento: Dia das Mães - ação social e cultural no Riacho Fundo

Local: QS 10 Conjunto 5, Casa 13, Riacho Fundo 1 - Caverninha

Horário: a partir das 8h

Organização: grupo de Capoeira Grito de Liberdade

 

* Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade