Publicidade

Correio Braziliense

Operação nacional contra pedofilia prende ao menos três pessoas no DF

Os investigadores cumprem mais de 500 mandados de busca e apreensão no DF e em 24 estados


postado em 17/05/2018 08:39 / atualizado em 17/05/2018 13:41

No ano passado, a primeira edição da operação, realizada em 20 de outubro, os agentes prenderam 112 pessoas e cumpriram 157 mandados de busca e apreensão(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
No ano passado, a primeira edição da operação, realizada em 20 de outubro, os agentes prenderam 112 pessoas e cumpriram 157 mandados de busca e apreensão (foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
 
Segundo informações da Polícia Civil, 14 mandados de busca e apreensão são cumpridos em 11 regiões administrativas do Distrito Federal nesta quinta-feira (17/5) como parte da Operação Luz na Infância 2, realizada também em 24 estados brasileiros. Ao menos três pessoas foram presas em flagrante no DF. Até o fim da manhã, já eram 132 detidos em todo o país.
 
Cerca de 2,6 mil policiais civis foram às ruas de todo o Brasil estão nas ruas do Distrito Federal e de outros 24 estados em operação de combate à pedofilia. Os agentes cumprem mais de 500 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdos relacionados a crimes de exploração sexual contra crianças e adolescentes.  

Batizada de Operação Luz na Infância 2, a ação é do Ministério Extraordinário da Segurança Pública (MESP), em parceria com as Polícias Civis do Brasil. A diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Dint/Senasp/MESP) identificou os alvos com base em elementos coletados em ambientes virtuais.  

No ano passado, a primeira edição da operação, realizada em 20 de outubro, os agentes prenderam 112 pessoas e cumpriram 157 mandados de busca e apreensão. Os criminosos utilizavam equipamentos eletrônicos para produzir, guardar ou compartilhar conteúdos de pedofilia na internet.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade