Publicidade

Correio Braziliense

Fiscalização apreende 800 quilos de queijo clandestino na DF-251

O condutor do veículo disse aos fiscais que o alimento tinha sido comprado em várias propriedades rurais e que seria revendido em feiras do Distrito Federal


postado em 17/05/2018 12:34 / atualizado em 17/05/2018 16:18

O produto é impróprio para o consumo(foto: Divulgação)
O produto é impróprio para o consumo (foto: Divulgação)

Um carregamento com 800 quilos de queijo clandestino foi apreendido, na manhã desta quinta-feira (17/5), na DF-251, durante uma ação de inspeção de rotina da Gerência de Fiscalização do Trânsito de Produtos Agropecuários (Gefit). O produto estava sendo transportado em uma picape Fiat Strada, com placa de Unaí, Minas Gerais. O condutor do veículo disse aos fiscais que o alimento tinha sido comprado em várias propriedades rurais e que seria revendido em feiras do Distrito Federal.

O produto é impróprio para o consumo, de acordo com Fábio Azevedo, gerente de Fiscalização do Trânsito de Produtos Agropecuários da Secretaria de Agricultura. Nenhuma peça apresentava o selo de identificação de inspeção do órgão sanitário competente e a rotulagem com informações obrigatórias, como datas de fabricação e de validade ou o tipo de leite usado para a sua fabricação. “È um queijo produzido sem inspeção e sem fiscalização. Não dá nem mesmo para comprovar sua origem”, explica Azevedo.

Fábio Azevedo alerta sobre a importância de a população consumir somente produtos alimentícios que possuam selos de inspeção de órgãos sanitários. “Não é possível nem mesmo identificar a procedência de produtos sem o selo. Se causarem alguma doença, não temos como rastrear sua origem”, enfatiza o gerente de Fiscalização do Trânsito de Produtos Agropecuários.

A carga ficará armazenada na Diretoria de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal e Animal (Dipova), da secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri). O proprietário do carregamento de queijo foi autuado. Ele responderá a processo administrativo, estando sujeito às penalidades de advertência ou multa. O produto deverá ser descartado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade