Publicidade

Correio Braziliense

Motoristas reclamam dos cinco novos semáforos de Águas Claras

O objetivo das instalações é dar mais segurança e melhorar o trânsito. No primeiro dia de funcionamento, usuários alegam ter enfrentado mais engarrafamento do que o normal


postado em 17/05/2018 22:10 / atualizado em 17/05/2018 23:28

Antes de iniciar o funcionamento dos semáforos, o Detran fez a pintura horizontal dos cruzamentos. (foto: Detran/Divulgação)
Antes de iniciar o funcionamento dos semáforos, o Detran fez a pintura horizontal dos cruzamentos. (foto: Detran/Divulgação)

Cinco novos semáforos foram ativados nesta quinta-feira (17/5), em Águas Claras.  O que era para ser a solução dos longos congestionamentos enfrentados diariamente pelos moradores, na entrada e saída da cidade, tornou a volta para casa um verdadeiro caos, relatam motoristas.  Os sinais foram instalados na rotatória da Unieuro, saída da Avenida Castanheiras para a EPTG, e na rotatória do Shopping DF Plaza. 

"Deveriam fazer uma tesourinha ali e não colocar sinais. A gente já desconfiava que ia dar problema. E não é a primeira vez que fazem besteira no trânsito. Há um tempo reduziram uma das três faixas em frente ao Wallmart. Causou um transtorno danado e depois voltaram com a faixa. Parece que não fazem um estudo de trânsito", indignou-se a empresária e moradora de Águas Claras, Alessandra Rossato, que demorou mais de duas horas para chegar em casa. Normalmente, no mesmo horário, às 18h, ela gasta 30 minutos para fazer a mesma trajetória, do escritório no SIA até a cidade. 
 
O analista legislativo Marcelo Uvara estranhou quando foi consultar o aplicativo de trânsito, que indicou o dobro do tempo para chegar em casa. "Estava ruim, mas agora ficou pior. E é uma sequência de erros. Logo depois do primeiro balão da Unieuro chegaram a pintar uma faixa, tirando toda a fluidez, depois voltaram atrás. A gente se pergunta quem o Detran está consultando e como estão fazendo esses estudos, porque parece que estão analisando errado", completou. 
 
As mudanças pioraram todo o trânsito de Águas Claras, afirmam moradores(foto: Silvia Galvão/Arquivo Pessoal)
As mudanças pioraram todo o trânsito de Águas Claras, afirmam moradores (foto: Silvia Galvão/Arquivo Pessoal)
 
A corretora de imóveis Leocádia Fernandes demorou ainda mais para chegar ao apartamento. Foram duas horas e meia de Vicente Pires até Águas Claras. "Saí às 19h e peguei a marginal da EPTG. Foi o pior negócio. Quando finalmente cheguei até a rotatória, vi que os policiais rodoviários estavam dando comandos diferentes do que indicavam os sinais. Ficou vermelho e eles mandando o pessoal passar. No fim, eles estavam atrapalhando mais e nem deu para entender se os sinais vão ajudar ou não", contou. 
  
O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) informou que a Engenharia de Trânsito está no local para monitorar o fluxo de veículos e fazer possíveis ajustes na sincronia do tempo dos semáforos, caso seja necessário.

Ainda de acordo com o órgão, nos últimos 35 dias, o Núcleo de Sinalização e Manutenção de Equipamentos do Detran monitorou os cruzamentos e fez os estudos técnicos, que incluem  a contagem de veículos e o cálculo do tempo para sincronizar os sinais.

As alterações em Águas Claras, segundo a Diretoria da Engenharia de Trânsito, fazem parte de vários projetos para melhorar a circulação, garantir a segurança viária e o fluxo de veículos nas entradas e saídas da cidade.

Entre os planejamentos para este ano está a criação de vias nas Ruas Pitangueiras e Alecrim, para possibilitar a inversão dos sentidos. De acordo com o Detran, a mudança aproveitará melhor os viadutos da área e vai possibilitar a abertura das Avenidas Boulevares, que se encontram fechadas por questão de segurança.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade