Publicidade

Correio Braziliense

Menino de 11 anos é morto a tiros, em Planaltina, na frente da própria mãe

O menino voltava da aula de futebol com um grupo de crianças, quando dois suspeitos em uma motocicleta dispararam contra ele


postado em 08/06/2018 09:37 / atualizado em 08/06/2018 17:49

Gabriel Santos Lopes foi socorrido ao Hospital Regional de Planaltina (HRP), mas não resistiu aos ferimentos e morreu(foto: Reprodução/Rede social)
Gabriel Santos Lopes foi socorrido ao Hospital Regional de Planaltina (HRP), mas não resistiu aos ferimentos e morreu (foto: Reprodução/Rede social)
Um menino de 11 anos foi baleado na frente da mãe, na Vila Buritis, em Planaltina. Ele chegou a ser socorrido com vida e levado para o Hospital Regional de Planaltina (HRP), mas morreu em seguida. O crime aconteceu por volta das 19h30 de quinta-feira (7/6), quando Gabriel Santos Lopes chegava da aula de futebol com um grupo de amigos. 

Aos policiais, a mãe da vítima, Auriene Lopes, contou que estava dentro de casa, indo para o portão, quando viu os suspeitos. Duas pessoas em uma motocicleta teriam disparado contra a criança. O tiro foi no peito. O caso está sendo investigado pela 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina). Até a última atualização desta reportagem, ninguém havia sido preso.  
 
O velório vai ser nesse sábado (9/6) no Cemitério Campo da Esperança de Planaltina. A cerimônia está marcada para começar às 14h e o sepultamento deve ocorrer às 17h. 

Caso Maria Eduarda 

Em 21 de maio, uma briga entre gangues da expansão do Setor O, em Ceilândia, resultou na morte de uma menina de 5 anos. Maria Eduarda Rodrigues de Amorim foi assassinada a tiros dentro da própria casa, na QNO 18. O alvo seria o irmão dela, de 15 anos, que estaria envolvido com grupos criminosos da região. Durante a ocasião, outro irmão da vítima, de 19 anos, foi alvejado com um disparo na perna.  

Uma semana após o crime, os agentes da 24ª Delegacia de Polícia (Setor O, em Ceilândia) apreenderam três adolescentes suspeitos de assassinar a garota. A investigação ainda procura um quarto acusado, Walisson Ferreira da Silva, 21 anos, único adulto entre os supostos responsáveis pela morte da garota.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade