Publicidade

Correio Braziliense

Domingo é dia de hortifrúti no Eixão do Lazer

Segunda edição do Eixão Agro deve reunir 50 produtores locais, na altura das quadras 208/209 Norte


postado em 09/06/2018 08:00

Edição do ano passado: evento aproxima consumidor e produtor rural(foto: Bruno Edson/Divulgação)
Edição do ano passado: evento aproxima consumidor e produtor rural (foto: Bruno Edson/Divulgação)
O brasiliense está acostumado: domingo é dia de lazer no Eixão. Os 14km de extensão da via, onde nos demais dias os carros andam a 80 km por hora, recebem famílias, amigos e atletas. Neste primeiro dia da semana, na altura das quadras 208/209 Norte, nos gramados que margeiam o asfalto, barracas estarão repletas de produtos hortifrúti tradicionais, orgânicos e processados de agroindústrias da capital. No local, ocorre a segunda edição do Eixão Agro, exposição de alimentos que deve reunir 50 produtores locais. Eles vão comercializar as mercadorias, das 8h às 16h.

O evento coloca produtores rurais em contato direto com consumidores, à população urbana o que é produzido na área rural do DF e Entorno. “Queremos mostrar a quantidade e a diversidade de alimentos orgânicos, inclusive processados, que são produzidos aqui”, explica o presidente do Sindicato dos Produtores Orgânicos do DF (Sindiorgânicos), Gil Sérgio dos Santos Silva.

Uma série deitens orgânicos certificados serão levados para o local, além de frutas, verduras e hortaliças. As opções incluem mel, café, geleias, doces e cogumelos. A Tenda do Café promete ser uma atração à parte, com a demonstração de todo o processo de produção do café orgânico, desde o cultivo até o momento em que a bebida fica pronta para o consumo. Um barista estará encarregado dos preparos especiais de café, mas outros profissionais vão conduzir oficinas com informações importantes e dicas sobre a bebida.

Durante o evento também serão mostradas novas tecnologias do campo. O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-DF) apresentará o sistema hidropônico e semi-hidropônico para a produção de hortaliças. O sistema permite o cultivo de plantas, principalmente as hortaliças, sem a presença do solo. As raízes ficam submersas em uma solução nutritiva de água e minerais. O processo pode ser realizado tanto em escala doméstica quanto industrial.

O Senar-DF vai apresentar, também, o sistema de fossa biodigestora. Instrutores da entidade realizarão oficinas gratuitas sobre a tecnologia, considerada eficiente, de baixo custo e de manutenção simples no tratamento de esgoto doméstico. O sistema permite, inclusive, a geração de água de reuso.

Preços compatíveis

O mercado de produtos orgânicos foi um dos poucos setores relacionados à alimentação que conseguiu manter os preços das mercadorias no mesmo patamar, mesmo com a paralisação dos caminhoneiros, segundo o presidente da Cooperativa do Mercado Orgânico de Brasília (Cooperorg), Luiz Paulo Rodrigues. “Não houve aumento nos preços porque nossa produção é grande e os agricultores conseguiram segurar os valores praticados compatíveis com esse mercado”, afirmou. Noventa produtores orgânicos do DF vendem hortaliças, frutas e verduras na Central de Abastecimento do DF (Ceasa-DF), de segunda-feira a sábado, das 6h às 13h.

Programe-se

» O quê - Eixão Agro
» Quando Amanhã, das 8h às 16h
» Onde - Eixão Norte, na altura das quadras 208/209 Norte

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade