Publicidade

Correio Braziliense

Carroceiro fica em estado grave após colisão com carro

Acidente aconteceu na manhã deste domingo, em Ceilândia. Vítima estava indo para um evento de cavalgada em Brazlândia


postado em 10/06/2018 08:54 / atualizado em 10/06/2018 15:16

Um helicóptero do Corpo de Bombeiros resgatou a vítima(foto: Reprodução/CBMDF)
Um helicóptero do Corpo de Bombeiros resgatou a vítima (foto: Reprodução/CBMDF)
 
Um acidente na manhã deste domingo (10/6) envolvendo uma carroça e um automóvel deixou o condutor do primeiro veículo gravemente ferido. A vítima, Paulo Henrique da Silva Lopes, recebeu atendimento do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e precisou ser transportado de helicóptero para o Hospital de Base do DF.

Junto a um grupo de carroceiros, que iria a um evento de cavalgada, em Brazlândia, Paulo Henrique passava pela BR-070, próximo ao Setor QNR de Ceilândia, sentido Águas Lindas de Goiás, quando foi atingido por um Palio, conduzido por Luiz Antônio Cordeiro Torres, que nada sofreu. 
 
Parte da carroça parou no acostamento, após a colisão(foto: Reprodução/CBMDF)
Parte da carroça parou no acostamento, após a colisão (foto: Reprodução/CBMDF)
 
 
O impacto da colisão foi tão grande que a frente do veículo ficou completamente detruída, e o para-brisa, trincado. Uma parte da carroça de Paulo Henrique parou no acostamento da pista.

O trânsito na rodovia precisou ser interditado pela Polícia Rodoviária Federal, para que um helicóptero dos Bombeiros pudesse pousar. De acordo com os militares, a vítima sofreu um traumatismo craniano gravíssimo, e estava inconsciente e desorientado. No entanto, não havia sinais evidentes de fraturas em nenhum dos membros do corpo.
 
À 24ª Delegacia de Polícia (Setor O, Ceilândia), Luiz Antônio disse que trafegava pela BR-070 quando foi surpreendido pela carroça, que atravessava a pista. Ele tentou evitar o choque, mas não conseguiu. O homem se submeteu ao teste do bafômetro, o qual não constatou a ingestão de bebida alcoólica. Luiz relatou, ainda, que chegou à delegacia através de uma carona, e que teria sido ameaçado pelos outros carroceiros.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade