Publicidade

Correio Braziliense

O que abre e o que fecha em Brasília nos dias do jogo do Brasil na Copa

Ônibus, metrô, bares e shoppings terão esquema especial de funcionamento nos dias em que a Seleção entrar em campo na Copa do Mundo da Rússia


postado em 14/06/2018 11:48 / atualizado em 14/06/2018 14:24

Metrô e ônibus terão reforço e horários de pico diferentes para atender à demanda(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
Metrô e ônibus terão reforço e horários de pico diferentes para atender à demanda (foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)

A Copa do Mundo da Rússia começou nesta quinta-feira (14/6) e diversos serviços públicos e particulares adotarão um horário diferente durante as partidas da Seleção. Nos dias de jogos do Brasil, haverá alterações no trânsito e no transporte público de Brasília para atender à demanda.

 

As mudanças valem para os jogos na primeira fase da competição que caem em dias úteis, ou seja, na sexta-feira (22/6) e na quarta-feira (27/6).

 
Transporte público 

Metrô e ônibus terão reforço e horários de pico diferentes para atender aos brasilienses. A inversão de faixas na Estrutural e no Colorado vai ganhar horário extra. Na sexta (22/6) e na quarta (27/6), quando a Seleção entra em campo às 9h e às 15h, respectivamente, as faixas serão revertidas, das 12h às 14h, para o sentido regiões administrativas - Plano Piloto.

Na sexta-feira, os ônibus seguirão a tabela normal de dia útil, com reforços em horários de pico. Das 12h às 14h, circularão com o mesmo reforço de frota usado durante o período mais movimentado da manhã.

Ainda na sexta, o metrô deve operar com 15 trens e três reservas nos terminais pela manhã. Das 12h até as 14h, aumentará para 20 o número de trens em circulação. No início da tarde, das 14h às 16h45, funcionará com 15 trens. Nesse dia, não haverá alteração no horário de pico do metrô, das 16h45 às 19h45 — o serviço contará com 24 trens.

A última partida do Brasil na primeira fase do mundial ocorrerá na quarta-feira 27 de junho, às 15h. Nessa data, os ônibus vão circular normalmente pela manhã, com reforço no horário de pico. Das 12h30 às 14h30, haverá reforço da frota, igual ao horário de pico da tarde. Após esse horário, o serviço será ofertado de acordo com a demanda.

O metrô funcionará normalmente, em horário de pico, das 6 às 8h45, com 24 trens. No resto da manhã, 15 trens vão circular para atender à população. No horário de almoço, das 12 às 14h30, serão 20 trens e três reservas.

Policiamento

A Polícia Militar vai concentrar o efetivo nos principais locais de aglomeração de pessoas, como bares, restaurantes, praças e pontos onde serão instalados telões. Serão cerca de 100 viaturas distribuídas em pontos estratégicos, além de 200 a 250 militares a mais durante todos os dias dos jogos, com ênfase nas partidas da Seleção Brasileira. 
 

Bancos

As agências bancárias vão ter horários de atendimento reduzido nos dias de jogos do Brasil. Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em dias de jogos às 9h, o atendimento será das 13h às 17h. Em dias de jogos às 11h, o atendimento será das 8h30 às 10h30 e das 14h às 16h, e em dias de jogos às 15h, o atendimento será das 9h às 13h.
 

Serviços públicos

O atendimento ao público nas secretarias do Governo do Distrito Federal não funciona nos turnos em que acontecem os jogos do Brasil, exceto os serviços emergenciais. Nos dias em que as partidas forem realizadas pela manhã, os funcionários públicos começarão a trabalhar a partir das 14h. Quando os jogos ocorrerem à tarde, eles serão liberados às 13h.  

 

Escolas: As escolas públicas  poderão decidir se haverá ou não aulas no turno no qual acontecerá o jogo e informar à Secretaria de Educação sobre a decisão. A aula perdida deve ser reposta dentro do calendário escolar.

 

Hospitais: As emergências dos hospitais funcionarão com horários normais, assim como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

 

Detran: O atendimento ao público no Departamento de Trânsito (Detran-DF) será suspenso nos turnos em que acontecem jogos do Brasil. A fiscalização, no entanto, funciona normalmente.


Bares e restaurantes

Segundo o presidente do Sindicato dos Hotéis Bares e Restaurantes (Sindhobar), Jael Antonio da Silva, boa parte dos estabelecimentos de Brasília se preparara para abrir as portas logo cedo. “Os bares da cidade vão transmitir os jogos do Brasil desde às 9h da manhã. Alguns já têm programação para toda a competição”, comenta. Ele espera que a Copa do Mundo aumente o faturamento dos bares brasilienses, que sofreram 20% de queda nos dois últimos meses. “Isso vai dar uma melhorada no faturamento dos próximos dois meses. Julho também deve ser melhor por conta da influência da Copa, que tende a se estender pelo mês”.

Supermercados 

Os supermercados, assim como o comércio, irão funcionar no horário normal, e o fechamento no momento dos jogos é facultativo. “Alguns supermercados decidiram que vão funcionar normalmente, outros vão fechar 15 minutos antes do jogo e reabrir 15 minutos depois, mas cada comerciante é livre para decidir como vai lidar com a Seleção em campo”, informou a Associação de Supermercados de Brasília (Asbra).

Shoppings e Feira os Importados

Os shoppings também terão esquema especial de funcionamento nos dias de jogos do Brasil na Copa. Todos eles, fecham nos horários em que o Brasil compete. O Conjunto Nacional não abre no domingo (17/6), e funciona em horários específicos nos dias 22 e 27 de junho. No dia em que o Brasil enfrenta a Costa Rica, às 9h da manhã, o shopping abre só às 12h. Já no dia 27, o centro comercial abre das 10h às 14h, fecha na hora do jogo da Seleção, e reabre de 18h às 22h.

As lojas do Pátio Brasil e do Brasília Shopping também estarão fechadas no domingo. Apenas as praças de alimentação funcionam, exceto no horário do jogo. No Park Shopping, as lojas tem funcionamento facultativo no domingo. Alimentação e lazer abrem normalmente às 12h. Os comerciantes escolhem ou não se fecharão às 14h30 e reabrem após o jogo.

A competição não vai afetar o funcionamento da Feira dos Importados, que abre normalmente de terça à domingo, das 10h às 18h.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade