Publicidade

Correio Braziliense

Bloco 2 do Hospital da Criança de Brasília é inaugurado

A obra feita em parceria pelo Governo do Distrito Federal e a Organização Mundial da Família terá 202 novos leitos


postado em 04/07/2018 10:54 / atualizado em 04/07/2018 12:18

Apesar da inauguração desta quarta, a previsão é de que o novo bloco entre em funcionamento até o fim do ano(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Apesar da inauguração desta quarta, a previsão é de que o novo bloco entre em funcionamento até o fim do ano (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
 
O bloco 2 do Hospital da Criança de Brasília José Alencar foi inaugurado na manhã desta quarta-feira (4/7), em evento com a participação do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

A obra inaugurada conta com 202 novos leitos e cinco salas de cirurgia de médio e grande porte, além de laboratório especializado, centro de ensino e pesquisa e farmácia. O projeto foi uma parceria entre o GDF e a Organização Mundial da Família (WFO, sigla em inglês).

Apesar da inauguração desta quarta, a previsão é de que o novo bloco entre em funcionamento até o fim do ano. A partir de agora, serão feitas inspeções do material e dos equipamentos instalados e treinamento de servidores. O setor de pediatria do Hospital de Base, com exceção dos atendimentos de urgência, será transferido para o HCB quando o espaço for liberado para atendimento.

Rollemberg lembrou que o hospital passou por momentos de turbulência quando a gestão do Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe) foi questionada pelo Ministério Público.

O governador disse que teve receio de o projeto não ser concluído. "Cheguei a ficar aflito por ver um hospital tão bom, com gestão tão boa ser questionado por um corporativismo que ia contra o interesse público", afirmou.

Rollemberg também agradeceu à Organização Mundial da Família e a todas entidades e cidadãos que participaram do projeto. "Esse hospital é fruto da união de muita gente, daqueles que o defenderam quando ele precisou ser defendido." Ele afirmou que foram investidos cerca de R$ 100 milhões do GDF no projeto.

O secretário de Saúde do DF, Humberto Fonseca, também lembrou as dificuldades passadas durante a execução da obra e elogiou a qualidade do serviço prestado pelo HCB. "É impossível não se emocionar com o amor destinado às crianças nesse hospital, que é resultado de um trabalho árduo de muitas pessoas", declarou.

Presidente da Organização Mundial da Família, Deisi Kuzstra afirma que o HCB será referência para outras cidades. "Brasília está fazendo história. Queremos criar uma grande rede em todo o Brasil aos moldes do projeto daqui."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade