Publicidade

Correio Braziliense

Amigos e familiares se despedem do engenheiro Luiz Carlos Botelho Ferreira

O presidente do Sinduscon-DF é velado na tarde desta quinta-feira (5) no Campo da Esperança


postado em 05/07/2018 17:50

Empresários, nomes ligados à política e colegas do engenheiro passaram pelo local para a despedida de de Luiz Carlos(foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)
Empresários, nomes ligados à política e colegas do engenheiro passaram pelo local para a despedida de de Luiz Carlos (foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)

Familiares, amigos e personalidades do Distrito Federal se despediram do engenheiro e presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF) Luiz Carlos Botelho Ferreira em cerimônia no cemitério Campo da Esperança na tarde desta quinta (5). Pioneiro da capital, Luiz Carlos tinha mais de 40 anos de experiência no setor e atuou em diversos órgãos e entidades de classe em Brasília. Dezenas de arranjos de flores foram enviados por amigos e associações para homenagear o pioneiro e confortar a família, que estava muito emocionada.

Compareceram ao local governador Rodrigo Rollemberg, o presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle, as deputadas distritais Telma Rufino e Sandra Faraj e o ex-deputado distrital Peniel Pacheco.
 
"Era um homem de um espírito público muito grande, muito franco, mas sempre colaborativo. Todos os avanços legislativos que tivemos no setor, como a Luos e o código de obras, tiveram a participação dele. Tanto na formulação quanto no acompanhamento depois", homenageou Rollemberg.  

Valle destacou a importância de Luiz Carlos para o desenvolvimento de Brasília. "Tivemos muito contato nesses últimos anos e ele sempre esteve pensando no coletivo e nunca em interesses individuais. É uma perda muito grande para todos", destacou.

O empresário José Wilson Correa, da Silco Engenharia, lembrou a generosidade de Luiz Carlos. "Ele me deu grandes oportunidades na vida. Foi fundamental para a minha formação. Vai fazer falta tanto profissional quanto pessoalmente", afirmou.

O presidente do Clube de Engenharia de Brasília (Cenb), Hélio Fausto, lembrou da personalidade dócil do engenheiro, apesar da proatividade e da líderança. "Ele era muito exigente, muito ativo, mas ainda assim tinha muito carisma e muito otimismo", lembrou.

A empresária Lourdinha Werneck era amiga de longa data do engenheiro. "Ele, além de um grande companheiro de todos, lutava muito e tinha esperança de ver a melhoria do país e da cidade."

O empreiteiro Fernando Queiroz, da Via Engenharia, lamentou a perda do amigo. "Vai fazer muita falta para o setor, para família e para os amigos. Era um grande homem, competente e agregador."

O ex-governadores José Roberto Arruda e Paulo Octávio também passaram pelo velório. Arruda destacou a inteligência e o preparo do engenheiro. "Ele nos ajudou muito no nosso governo, até com suas críticas contundentes, mas sempre importantes."

Paulo Octávio destacou a importância de Botelho para o setor da construção civil. "Era um homem convicto de suas ideias, que sempre defendeu a todos e que nunca deixou de lado suas posições."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade