Publicidade

Correio Braziliense

Parque da Granja do Torto é transformado em instituto

Representantes do Poder Executivo, da sociedade civil e da Câmara Legislativa do DF participarão do Conselho de Administração do espaço


postado em 06/07/2018 20:40 / atualizado em 06/07/2018 20:41

(foto: AndreBorges/Agência Brasília)
(foto: AndreBorges/Agência Brasília)

Nesta sexta-feira (6/7), o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, assinou o decreto que cria o Instituto Parque Granja do Torto, com o intuito de modernizar a gestão, transformando o espaço em serviço social autônomo. O decreto sanciona o Projeto de Lei n° 1.998, de 25 de abril de 2018, de autoria do Executivo.

O parque agropecuário agora é administrado pelo instituto, entidade com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos e com utilidade pública. Parcerias com a iniciativa privada para a organização de eventos poderão ser firmadas de maneira mais simplificada com o novo modelo. Além disso, todos os recursos poderão ser revertidos para a manutenção da área de 73,99 hectares.

O Conselho de Administração (formado por nove membros - quatro do Poder Executivo, quatro da sociedade civil e um do Poder Legislativo) deverá elaborar um contrato de gestão, que será supervisionado pela Secretaria da Agricultura para dispor das obrigações e direitos do Parque Granja do Torto.

A Associação dos Produtores de Hortifrutigranjeiros do Distrito Federal e Entorno recebeu um caminhão para transporte e escoamento da produção local. Além disso, o GDF, por meio da Secretaria da Agricultura e a Fundação do Banco do Brasil, destinou uma pá carregadeira como parte de um convênio de R$ 1 milhão firmado durante a PecBrasília em 2017. O dinheiro será usado para recuperar 224 nascentes, construir 1,2 mil barraginhas e plantar 90 mil mudas.

O secretário de Agricultura, durante o evento, assinou um contrato para a construção de 140 cisternas que beneficiarão produtores gerais da região. Aconteceu também a entrega de contratos de concessão de uso para 25 produtores, e a Associação de Produtores Rurais de Santa Maria foi contemplada com um caminhão baú e um trator.

Com informações da Agência Brasília

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade