Publicidade

Correio Braziliense

Acidente na BR-080 deixa cinco mortos, sendo três crianças e uma grávida

A batida aconteceu entre um Fiat Pálio, onde estavam um casal e três crianças, e um GM Classic, que levava um casal e duas crianças. Entre os mortos, quatro estavam no Pálio: o motorista de 31 anos, a mulher de 25 grávida de sete meses, um menino de 5 e uma menina de 3


postado em 08/07/2018 09:40 / atualizado em 08/07/2018 16:58

Acidente frontal entre dois carros deixou quatro pessoas mortas(foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)
Acidente frontal entre dois carros deixou quatro pessoas mortas (foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)
 
Uma batida entre dois carros na BR-080 deixou cinco pessoas mortas. O acidente ocorreu por volta de 0h25 deste domingo (8/7), na altura do quilômetro 20, região conhecida como Taboquinha. A colisão envolveu um Fiat Palio, no qual estava um casal, Bruno dos Santos Silva, 31 anos, e a mulher Renata Rocha dos Santos, 25 anos. Os dois morreram na hora. A jovem estava grávida de sete meses. No veículo ainda tinham os três filhos do casal de 3, 5 e 7 anos. Os dois mais novos também não resistiram.
 
No GM Classic estavam o motorista, José Adriano Ribeiro Lemos, 36 anos, a companheira dele, Cristina Xavier do Nascimento, 40 anos, e duas sobrinhas no banco de trás. Uma delas, Marina Gabriella de Oliveira Xavier, 9 anos, perdeu a vida. A outra foi socorrida ao Hospital de Base e o estado dela é estável.
 
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista do Pálio trafegava no sentido Brasília quando realizou uma ultrapassagem em local permitido. Segundo a comunicação da corporação, uma testemunha relatou que o condutor estaria em um bar nas proximidades do local antes da batida. A equipe de socorro também constatou que o motorista do Classic aparentava sinais de embriaguez. 
 
A frente do Pálio, onde estava o casal e três crianças, ficou destruída(foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)
A frente do Pálio, onde estava o casal e três crianças, ficou destruída (foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)
Dos que estavam no Pálio, além do casal, morreram os irmãos Stefany Vitoria Rocha Silva, 3 anos, e Mikael Rocha Silva, 5. A criança mais velha, de 7 anos, foi socorrida pelos bombeiros para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT) com fratura no fêmur esquerdo, estava consciente, mas em estado gravíssimo, segundo a PRF. Ela seguiu, depois, para o Hospital de Base.

No GM Classic, além da criança de 9 anos, outra, identificada como Manoela Sofia Xavier, 5 anos, foi jogada para fora do carro e transportada por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o hospital de Padre Bernardo (GO) e, depois, encaminhada ao Hospital de Base. O motorista, José Adriano, foi levado ao HRT com fratura no fêmur esquerdo, suspeita de fratura no fêmur direito, suspeita de fratura no tórax, corte no queixo, mas consciente.
 
A mulher, de 40 anos, estava com edema na face, fratura exposta na perna e no pé, desorientada e instável. Ela foi levada para o Hospital de Base de helicóptero. Na tarde deste domingo (8/7) passava por cirurgia.

O local da batida foi periciado pela Polícia Civil de Goiás. Os corpos que ficaram presos às ferragens foram retirados pelos bombeiros do Distrito Federal e levados ao Instituto Médico Legal (IML) de Formosa. O local do acidente foi resguardado pela PRF e Polícia Militar de Goiás (PMGO).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade