Publicidade

Correio Braziliense

Criança foge de casa após padrasto agredir a mãe e quase é estuprada na rua

A vítima, de 13 anos, se recusou a voltar para a residência. Ela foi encaminhada para casa da avó


postado em 09/07/2018 09:35 / atualizado em 09/07/2018 14:31

O caso aconteceu ma madrugada desta segunda-feira (9/7), em Santa Maria(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
O caso aconteceu ma madrugada desta segunda-feira (9/7), em Santa Maria (foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
Uma menina de 13 anos viveu seguidas ameaças na madrugada desta segunda-feira (9/7), em Santa Maria. Depois de fugir de casa, para se proteger do padrasto, que batia na mãe dela, a garota acabou ajudada por um adulto, que passava de carro. No entanto, ela disse a policiais, mais tarde, que esse homem acabou tentando violentá-la.  

De acordo com informações da Polícia Militar, policiais encontraram a garota perto de uma fábrica, no Pólo JK. Aos militares, a garota contou que tinha ficado assustada com as agressões que presenciou em casa e saído correndo na rua, quando um desconhecido ofereceu carona. Em seguida, ele teria tentado abusar dela, que conseguiu fugir e se abrigar na porta da empresa.  

 
Casa da avó 

Os policiais acolheram a menina e a levaram para a casa da avó, já que ela não quis voltar para a própria residência.
 
Um boletim de ocorrência sobre a agressão do padrasto contra a mãe foi registrado. No entanto, a polícia não encontrou materialidade suficiente para fazer o boletim da tentativa de estupro — a jovem não soube informar a placa e o modelo do veículo e os PMs não conseguiram localizar o suspeito.
 
Assim, a mãe foi orientada a procurar uma delegacia para fazer o registro, o que, até a última atualização desta matéria, não havia acontecido.
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade