Publicidade

Correio Braziliense

Adolescente é assassinado por colega de quarto em unidade de internação

O caso aconteceu na unidade de São Sebastião. A vítima foi socorrida e levada para a Unidade de Pronto Atendimento da região, mas não resistiu


postado em 12/07/2018 17:07 / atualizado em 12/07/2018 17:29

 (foto: Denio Simões/GDF)
(foto: Denio Simões/GDF)
Um adolescente foi morto asfixiado pelo colega de quarto na Unidade de Internação de São Sebastião (Uiss). O crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (12/7). A Subsecretaria do Sistema Socioeducativo (Subsis) afirma que os agentes prestaram todo o atendimento dentro do protocolo de saúde e o encaminharam para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Sebastião, mas ele não resistiu. 

Ainda não se se sabe a motivação do crime. A família da vítima, que tinha transtornos psiquiátricos, foi avisada e a Subsis informou que a direção e equipe da unidade de internação estão prestando o atendimento social, com apoio psicológico e orientações para o sepultamento. O autor foi encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).
 

Denúncia de superlotação


A Uiss de São Sebastião tem capacidade para receber até 90 internos e, hoje, abriga 126, segundo o Sindicato dos Servidores da Carreira Socioeducativa (Sindsse/DF). Os quartos deveriam ser individuais, mas alguns chegam a receber até três adolescentes. “Percebemos uma fragilidade do sistema. Nosso efetivo por plantão é de 25 agentes, e precisaríamos do dobro para atender o atual número de internos”, afirma Alexandre Rodrigues, presidente do Sindsse/DF.
 
A Subsecretaria do Sistema Socioeducativo afirmou que a capacidade do Uiss de São Sebastião é na verdade de 120 internos. A pasta informa ainda que hoje há 110 adolecentes em internação e outros 11 em sanção. 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade