Publicidade

Correio Braziliense

Fiscal da ANP é preso após receber propina para não multar posto

Ele responde por crime de concussão e pode pegar até 8 anos em regime fechado


postado em 12/07/2018 17:34 / atualizado em 12/07/2018 18:19

Um fiscal da Agência Nacional de Petróleo (ANP) foi preso pela Polícia Civil do DF após ser pego recebendo propina para não multar uma distribuidora de gás. Ele foi encaminhado à 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia) e responde pelo crime de concussão, podendo pegar até 8 anos em regime fechado. 

O autor exigiu pagamento de R$ 1.350 do proprietário de uma distribuidora de gás em Ceilândia para não fechar e multar o estabelecimento em R$ 15 mil. A irregularidade encontrada, segundo a PCDF, não era compatível com a punição que o fiscal afirmava. O proprietário garantiu que pagaria a quantia, mas denunciou a irregularidade para a ANP e Polícia Civil. Agentes acompanharam o momento do pagamento da propina e autuaram o fiscal após o recebimento do dinheiro. 

“Ainda não sabemos se ele já recebeu propina de outras empresas, mas a partir da prisão esperamos que outras possíveis vítimas possam criar coragem e procurar a delegacia ou o 197 para denunciá-lo”, informou o delegado-chefe da 15ª DP, André Luís da Costa. 

A ANP informou ao Correio que assim que foi avisada sobre o caso imediatamente suspendeu o servidor das suas funções e abrirá processo administrativo disciplinar para apuração dos fatos dentro do devido processo legal, observando os direitos da ampla defesa e do contraditório. "A ANP reforça a sua atuação firme frente a todo e qualquer desvio de conduta dos seus servidores, bem como o seu compromisso com a ética e os princípios administrativos", informou por nota. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade